Brasigóis Felício *

O patuleísmo é um estado de espírito

O patuleísmo (sem-noçãozinsmo de quem sempre foi e será parte da nação universal da patuléia) independe de gênero, cor, escolaridade ou condição sócio-econômica que se tenha. O sem noção James Holmes aparece no tribunal em Centennial, no estado americano do Colorado (Rj Sangosti/AP/Denver Post/)

O patuleísmo é um estado de espírito

Mes de Vacinação - Prefeitura de Anápolis

Do meu novíssimo e antigo dicionário saciológico – O patuleísmo (sem-noçãozinsmo de quem sempre foi e será parte da nação universal da patuléia) independe de gênero, cor, escolaridade ou condição sócio-econômica que se tenha.

Em certos lugares há mais patuléicos do que em outros – podendo o seu nocãozismo avançar como endemia mental epidêmica.Em certos ambientes, tidos e havidos como civilizados e Cult.

Elementar, meu caro Watson: a patuléia mental é um carcinoma com elevada tendência de propagação pelo corpo social.Existe em França, Oropa e Bahia.

Pior que em toda parte prolifera como praga.E dana a dar cria.O patuleísmo é um estado de espírito.

Periferice escolhida

Patuléico, o mesmo que periférico opcional ou vocacional. Assim o é porque assim se faz – onde quer que resida ou esteja, a conduzir e portar sua “periferice”, com risco à sanidade mental das pessoas e comunidades.

O periférico vocacional – assim como o patuléico opcional, padecem do vício ou costume de jamais freqüentar a centralidade ou a essência dos assuntos e temas que bordejam, sendo burlescos, até bordelescos, por vezes até surreais, ou bunuelescos, em sua estranhice,
com marmotice invulgar, com propósito e fim deliberados de “causar”, chamar atenção para si

Costumam ser contumazes criadores de casos, armadores de confusão, perpetradores de barracos.

O patuleísmo é abraçado por essas infames criaturas com a devoção com que o náufrago agarra-se a uma tábua, ou caixote.É o modo infeliz com que escolheram existir e “acontecer”, sendo neste mundo terráqueo humanóides inimigos da inteligência e da paz.

Brasigóis Felício é escritor e jornalista. Ocupa a cadeira 25 da Academia Goiana de Letras e é colaborador do 7 minutos

  • Fonte da informação:
  • Leia na fonte original da informação
  • Leave a Comment

    Protected by WP Anti Spam