The Verge

Youtuber é preso após ameaçar CEO e funcionários do YouTube de morte

À época, o escritório localizado em San Bruno, na Califórnia, foi atacado pela youtuber Nasim Aghdam, que invadiu o local com uma pistola, feriu três funcionários e então se matou. Antes do ataque, Aghdam havia reclamado nas redes sociais sobre como o YouTube a estava censurando e impedindo a monetização de seus vídeos.

Youtuber é preso após ameaçar CEO e funcionários do YouTube de morte ( Imagem : representativa )

Youtuber é preso após ameaçar CEO e funcionários do YouTube de morte

Mes de Vacinação - Prefeitura de Anápolis

Na semana passada, mais um youtuber ligado à extrema-direita foi preso nos Estados Unidos. William Gregory Douglas, de 35 anos, foi preso pelo FBI numa loja de conveniências no estado do Oregon após ameaçar de morte uma série de funcionários do YouTube, incluindo a CEO da empresa, Susan Wojcicki.

Douglas está sendo acusado de perseguição virtual e por ameaçar pessoas de maneira remota. O processo criminal é composto por uma série de tweets com mensagens em que ele dizia que iria matar funcionários do YouTube, que a CEO da empresa deveria rezar porque ele iria matá-la, e que, se a empresa não devolvesse seu canal (que foi deletado), ele invadiria a sede da companhia e mataria todos.

Os tweets de ameaça começaram no dia 23 de agosto, quando o canal de Douglas foi excluído por não seguir as diretrizes de conteúdo da plataforma, que tem sistematicamente banido teóricos da conspiração em combate às fake news. As publicações chamaram a atenção do FBI por conta de outro incidente que ocorreu em abril deste ano envolvendo o YouTube.

À época, o escritório localizado em San Bruno, na Califórnia, foi atacado pela youtuber Nasim Aghdam, que invadiu o local com uma pistola, feriu três funcionários e então se matou. Antes do ataque, Aghdam havia reclamado nas redes sociais sobre como o YouTube a estava censurando e impedindo a monetização de seus vídeos.

Não havia nenhuma prova de que houve qualquer tipo de censura para com ela, mas a certeza na mente de Aghdam era tanta que a fez invadir o prédio da empresa e atirar nas primeiras pessoas que viu.

Assim como Aghdam, Douglas também acredita em teorias da conspiração famosas como, por exemplo, o Pizzagate, e o FBI resolveu agir antes que um novo tiroteio como o de San Bruno ocorresse. A primeira parte do julgamento de Douglas irá ocorrer no dia 8 de outubro; até lá ele ficará sob custódia e sem direito à fiança.

Fonte: The Verge

Link original da matéria :
https://canaltech.com.br/internet/youtuber-e-preso-apos-ameacar-ceo-e-funcionarios-do-youtube-de-morte-123674/?utm_source=canaltech&utm_medium=chrome-extension

  • Fonte da informação:
  • Leia na fonte original da informação
  • Leave a Comment

    Protected by WP Anti Spam