6º envolvido

Mais um suspeito de explodir banco em Silvânia morre em confronto com a polícia

Delegado diz que ele estava escondido na zona rural; um integrante do grupo foi preso e outros quatro morreram. Durante o roubo, um morador também foi assassinado.

Encontrado o 6º envolvido em assalto a banco e que terminou com morador morto em Silvânia O sexto suspeito de participar da explosão de um banco em Silvânia morreu na noite de quarta-feira (10) em um confronto com a Polícia Militar. ( Reprodução: Tv Anhanguera)

Mais um suspeito de explodir banco em Silvânia morre em confronto com a polícia

Mes de Vacinação - Prefeitura de Anápolis

Encontrado o 6º envolvido em assalto a banco e que terminou com morador morto em Silvânia
O sexto suspeito de participar da explosão de um banco em Silvânia morreu na noite de quarta-feira (10) m um confronto com a Polícia Militar. Segundo as investigações, Daniel da Gama estava escondido na zona rural da cidade e era o último integrante da organização criminosa. Durante o roubo, um morador da cidade foi morto ao tentar fugir do grupo.

O roubo aconteceu no dia 6 deste mês. Vídeos mostram o momento em que o grupo explode a agência da Caixa Econômica Federal. Os criminosos chegaram a faze moradores reféns. O motorista Marcos Antônio Batista passava pelo local e acabou sendo morto.

Desde o dia do crime, equipes policiais faziam buscas para tentar localizar os criminosos. Além de Daniel, outros quatro suspeitos morreram em confronto com a Polícia Militar. Um suspeito apenas foi preso.

“Se trata de uma associação criminosa extremamente violenta, possuíam armas de alto poder de fogo, como um fuzil de calibre 762, exclusivo das Forças Armadas e equipado com mira ótica. Também agiam com extrema violência, agredindo as vítimas”, disse o delegado responsável por investigar o caso, Alex Vasconcelos.

De acordo com as investigações, o grupo era formado por pessoas de vários estados do país, mas moravam todos em Trindade.

“Eles se conheceram no presídio de Trindade quando cumpriam penas por diversos crimes e se uniram para começar a roubar bancos”, afirmou.

O grupo também é suspeito de ter explodido caixas eletrônicos de um outro banco em Aparecida de Goiânia no dia 22 de dezembro de 2017. Na ocasião, o motorista de uma van foi baleado na perna e precisou ter o membro amputado.

Segundo as investigações, Daniel da Gama estava escondido na zona rural da cidade e era o último integrante da organização criminosa. Durante o roubo, um morador da cidade foi morto ao tentar fugir do grupo.( Reprodução: Tv Anhanguera)
  • Fonte da informação:
  • Leia na fonte original da informação
  • Leave a Comment

    Protected by WP Anti Spam