Processo de recuperação judicial

Poder Judiciário nomeia 'Valor Administração Judicial' para o caso do grupo Talismã

Empresa tem o papel de fiscalizar a regularidade jurídica, financeira e fiscal do processo de recuperação judicial da fornecedora de sementes de soja

A Valor Administração Judicial,  é uma  empresa com sede em Goiânia e Anápolis, comandada pelos advogados Dobson Vicentini e Victor Andrade e pelo desembargador aposentado Floriano Gomes ( Divulgação )

Poder Judiciário nomeia ‘Valor Administração Judicial’ para o caso do grupo Talismã

Mes de Vacinação - Prefeitura de Anápolis

A Valor Administração Judicial, empresa com sede em Goiânia e Anápolis, comandada pelos advogados Dobson Vicentini e Victor Andrade e pelo desembargador aposentado Floriano Gomes, foi recentemente nomeada como Administradora Judicial do processo de recuperação judicial da Agropecuária Sementes Talismã, produtora brasileira de sementes de soja com tecnologia Bayer e da Monsanto.

A nomeação foi realizada pelo 1º Juiz de Direito da 12ª Vara Cível da capital goiana.

Para Vicentini, a nomeação da Valor se deu em virtude da credibilidade que a empresa tem junto ao Poder Judiciário, além da experiência, equipe multidisciplinar, composta por advogados, economistas e auditores, e ampla estrutura física e tecnológica.

Segundo o advogado, tais elementos garantem agilidade de resposta e total transparência a magistrados, credores e empresas recuperadas.

“Nosso aparato humano e tecnológico permite aos credores acesso remoto ao inteiro teor dos autos, habilitação, envio de documentos e impugnação de créditos por meio eletrônico. A empresa também oferece automação completa da assembleia geral de credores, desde o cadastramento e colheita dos votos, até o resultado de votação”, complementa.

Além disso, os advogados integram a TMA Brasil, capítulo brasileiro da Turnaround Management Association, prestigiada associação sem fins lucrativos, presente em 52 países, que se dedica ao fomento das melhores práticas de gestão, reestruturação e recuperação de empresas em crise.

O processo

Considerada um dos principais players do mercado agropecuário brasileiro, a Talismã entrou com pedido de processamento da recuperação judicial em janeiro de 2018, apresentando um endividamento inicial na ordem de R$ 180 milhões, decorrente de quebra de safra, altos investimentos e redução de venda e faturamento.

Por outro lado, a empresa destaca seu potencial de superar a situação momentânea de crise econômico-financeira, “seja pelo know-how adquirido ao longo dos anos, seja pelo investimento na capacitação de seu pessoal, pelo investimento no maquinário de ponta” e defende, ainda, que “qualquer caminho diferente deste levará a perdas para todos: empresa, sociedade, fornecedores, clientes, trabalhadores (diretos e indiretos) e todos os Municípios que o Grupo Talismã tem atuação”.

Segundo Dobson Vicentini e Victor Andrade, advogados especialistas em recuperação judicial que comandam o processo junto ao judiciário, os trabalhos de auditoria e inspeção in loco das atividades da recuperada já foram iniciados e o processo segue seu fluxo dentro da normalidade.

“O processo está em fase de cumprimento das obrigações iniciais, como a publicação do primeiro edital. Na sequência, ocorrerá a abertura de prazo para que os credores apresentem habilitações ou divergências acerca dos seus créditos junto à administradora judicial, que efetuará o julgamento dos créditos.

Neste mesmo tempo a empresa deverá apresentar o plano de recuperação judicial”, conta Andrade.

Os sócios da Valor Administração Judicial reiteram, ainda, que a média de duração de processos desta natureza é de 3 a 4 anos, podendo se alongar conforme as peculiaridades de cada caso.

Valor Judicial –

É uma pessoa jurídica especializada na administração em processos de falência e recuperação judicial, nos termos do artigo 21 da Lei 11.101/2005. Constituída a partir da união de sócios com sólida experiência jurídica e individualmente qualificados, é provida de uma equipe multidisciplinar de profissionais, dentre os quais,
contabilistas, economistas, administradores de empresa e assistentes operacionais.

Temos por objetivo facilitar, com alto nível de excelência e segurança, a incumbência que nos é atribuída de auxiliar o Poder Judiciário durante todo o processo de recuperação, por meio de uma gestão eficiente que garanta lisura aos interessados.

Visando a preservação dos valores socioeconômicos (interesse social da continuidade da empresa, proteção dos trabalhadores e interesse dos credores), temos por foco a viabilização sistemática de todas as atividades pertinentes, tais como a fiscalização das operações do devedor, alusivas ao cumprimento do plano de recuperação, bem como a vigilância e coibição de eventuais desvios de finalidade/obrigação.

Tudo sempre realizado com a efetiva prestação de informes periódicos ao juízo e credores, utilizando sistema totalmente informatizado e moderno, que permite celeridade e segurança.

Poder Judiciário nomeia ‘Valor Administração Judicial’ para o caso do grupo Talismã . O processo será de recuperação judicial da Agropecuária Sementes Talismã, produtora brasileira de sementes de soja com tecnologia Bayer e da Monsanto. A nomeação foi realizada pelo 1º Juiz de Direito da 12ª Vara Cível da capital goiana. ( Logo )
A  Talismã entrou com pedido de processamento da recuperação judicial em janeiro de  2018, apresentando um endividamento inicial na ordem de R$ 180 milhões, decorrente de quebra de safra, altos investimentos e redução de venda e faturamento. ( Divulgação)
  • Fonte da informação:
  • Leia na fonte original da informação
  • Leave a Comment

    Protected by WP Anti Spam