Embaixador Danny Danon

O embaixador de Israel soou os alarmes antiaéreos enquanto a ONU debatia Gaza

O embaixador de Israel na ONU, Danny Danon, explodiu o aviso de alarme antiaéreo da queda iminente de um foguete, momentos antes do debate do Conselho de Segurança em Gaza, que terminou sem acordos. Foto de Danny Danon: Facebook

O embaixador de Israel soou os alarmes antiaéreos enquanto a ONU debatia Gaza

O embaixador de Israel na ONU, Danny Danon, explodiu o aviso de alarme antiaéreo da queda iminente de um foguete, momentos antes do debate do Conselho de Segurança em Gaza, que terminou sem acordos.

“Toda vez que o Hamas lança um foguete, crianças nas escolas, adultos no trabalho, famílias em Israel ouvem isso”, disse Danon, antes de ligar a gravação da sirene.

Danon ressaltou que membros do Conselho de Segurança que querem culpar Israel pelos últimos combates com o grupo terrorista Hamas são “moralmente corruptos” e rejeitaram aqueles que pedem que os dois lados se contenham.

“Não existe dois lados”, disse Danon na sede da ONU em Nova York. “Há o Hamas que ataca e dispara mais de 460 mísseis contra civis e Israel que protegem seu povo”, disse o embaixador.

Danon disse pouco antes da reunião a portas fechadas do Conselho de Segurança que o órgão deveria condenar o Hamas por seus “ataques agressivos contra civis”.

“Nós agiremos para proteger nosso povo e continuaremos a fazê-lo”,

disse Danon quando questionado sobre a operação militar secreta, que o Hamas usou para justificar seu bombardeio contra as comunidades israelenses.

A reunião do Conselho terminou sem um acordo. Ao mesmo tempo, o enviado da Autoridade Palestina acusou os Estados Unidos de impedir a condenação de Israel.

O Kuwait, que representa os países árabes no Conselho, e a Bolívia, cujo governo se mostrou, nos últimos anos, hostil a Israel, pediram a reunião após a escalada da violência entre o Hamas e Israel.

“Há um país que não permite a discussão no conselho”, disse o enviado palestino Riyad Mansour, referindo-se aos Estados Unidos, acrescentando que a agência está “paralisada” depois da reunião no órgão que durou 50 minutos.

Não houve declaração do Conselho de Segurança sobre a crise. Estes tipos de declarações devem ser acordados por consenso por todos os quinze membros.

O embaixador do Kuwait, Mansour al Otaibi, disse que a maioria dos membros tinha a opinião de que a agência “deveria fazer alguma coisa”, e que alguns sugeriram uma visita à região, mas nada foi decidido.

Por
Abraham Jacob Serruya
Mestre em imunologia pela UNB. Biomédico formado pela Universidade Federal do Pará. Professor universitário das disciplinas de Hematologia e Imunologia Clínica. Patologista clinico, atuou na Faculdade União de Goyazes (FUG) como coordenador acadêmico.

Atualmente mora em Jerusalém – Israel e é colunista do Portal 7Minutos.

O embaixador de Israel na ONU, Danny Danon, explodiu o aviso de alarme antiaéreo da queda iminente de um foguete, momentos antes do debate do Conselho de Segurança em Gaza, que terminou sem acordos.

http://visavis.com.ar/wp-content/uploads/2018/11/f6sc82b6gOw4YrbE.mp4?_=1

 

Link original da matéria :

http://aurora-israel.co.il/el-embajador-de-israel-hizo-sonar-las-alarmas-antiaereas-mientras-la-onu-debatia-sobre-gaza/

  • Fonte da informação:
  • Leia na fonte original da informação
  • Veja mais

    Deixe seu comentário

    Protected by WP Anti Spam