Leidiana Batista» Blogs e Colunas

Caos na Saúde

Horas de espera e população perdida no atendimento à dengue em Anápolis

Pacientes chegam esperar 10 horas para serem vistos por um médico, sem contar tempo de espera do resultado de exames

Dezenas de pessoas denunciam descaso com a população em Anapolis em relação ao atendimento à dengue.

Na unidade de saúde do Park Iracema o tempo de espera para ver o médico entre triagem e retorno, sem contar o tempo de espera do resultado de exames chega a quase 10 horas.

Pra quem está com fortes dores e febre, é uma tortura sem fim.

Sem falar que por conta própria precisam se deslocar ao Hospital Alfredo Abrão para realizar exames de sangue, pois não há coleta na própria unidade.

O sentimento é de revolta e descaso da população.

O atendimento leva mais de quatro horas, passa somente por triagem,

os pacientes precisam se deslocar até Alfredo Abraão para fazer o exame (de sangue),

o resultado leva mais de 12 horas para ficar pronto, quando retorna na unidade precisa aguardar mais de 4 horas novamente

e nova triagem e depois mais espera, para, finalmente ser atendido pelo médico, desabafou

Núbia Queiroz, moradora da Grande Jaiara.

Uma moradora que não quis se identificar enviou fotos da superlotação no local, feitas na tarde da última segunda-feira (12) e manhã dessa terça-feira (13) de carnaval e informou que inúmeras pessoas da região sul de Anápolis procuraram a UPA da Vila Esperança e ao chegarem lá não conseguiam atendimento para dengue, e por conta própria precisavam se deslocar para o PSF do Park Iracema, contou outra moradora da região sul que não quis se identificar.

  • Fonte da informação:
  • Leia na fonte original da informação
  • RESPONSABILIDADE PELO CONTEÚDO

    As ideias e opiniões expressas em cada matéria publicada nas colunas são de exclusiva responsabilidade do COLUNISTA, não refletindo, necessariamente, as opiniões do editor e do portal 7Minutos. Cada COLUNISTA é responsável juridicamente por suas matérias assinadas. O 7Minutos se responsabiliza apenas pelas matérias assinadas por ele.

    Leidiana Batista

    Jornalista com experiência nas principais áreas da comunicação, TV; Rádio, internet; impresso e assessoria de imprensa. Formou-se pela Universidade Federal de Goiás (UFG) e especializou-se em comunicação empresarial. Foi voluntária no Rotary Club Anápolis Jaiara, onde atuou na área de Imagem Pública. Foi editora de texto na TV Anhanguera (Globo) e nas assessorias de comunicação do Porto Seco Centro Oeste e Associação Comercial e Industrial de Anápolis (ACIA). Atualmente faz assessoria de comunicação e marketing e gerente de projetos na Orman D&B.

    Artigos relacionados

    Botão Voltar ao topo