Dados do Denatran

Frota municipal retoma tendência de maior crescimento numérico

Após anos de desaceleração, o crescimento da frota mostra reação e mantém-se como a terceira maior de Goiás

Ainda faltando o mês de dezembro para encerrar a estatística referente ao ano de 2017, a frota de Anápolis registrou um pequeno crescimento, na comparação com o ano de 2016, da ordem de 2,38%. ( Foto: CONTEXTO )

Frota municipal retoma tendência de maior crescimento numérico

Ainda faltando o mês de dezembro para encerrar a estatística referente ao ano de 2017, a frota de Anápolis registrou um pequeno crescimento, na comparação com o ano de 2016, da ordem de 2,38%. É pouco, se a comparação se estender um pouco na série histórica divulgada pelo Departamento Nacional de Trânsito, o Denatran.

Para se ter uma ideia, de 2009 para 2010, a frota anapolina saltou de 145.848 veículos emplacados no Município, para 172.013, ou seja, 26.165 veículos a mais de um ano para o outro, com um crescimento de 17,94%. De 2010 para 2011, a frota cresceu 19.258 veículos, com um aumento percentual um pouco menor do que na avaliação anterior: 11,19%. De 2011 para 2012, a frota foi acrescida em 17.846 veículos e o crescimento caiu da casa dos dois dígitos, passando para 9,33%. De 2012 para 2013, a frota cresceu 8,09%, com mais 16.932 veículos. De 2013 para 2014, o crescimento foi de 6,24%, mais 14.119 veículos acrescidos à frota. De 2014 para 2015, o crescimento foi de 2,88%, com acréscimo de 6.909 veículos. De 2015 para 2016, a frota cresceu apenas 1,82% (menor registro da série), com apenas 4.497 veículos a mais. E, agora, de 2016 para 2017 (até o mês de novembro), a frota cresceu 2,38%, com acrécimo de 5.970 veículos

Os dados do Denatran demonstram, portanto, que o ritmo de crescimento da frota de veículos de Anápolis vem diminuindo. O que, afinal de contas, por um lado, não é uma má notícia, do ponto de vista do trânsito nas ruas da Cidade. Mas, por outro, mostra que esta desaceleração da frota tem como pano de fundo a crise. Basta olhar que de 2014 para cá, a desaceleração foi maior. Se está havendo uma reação, ainda pode ser cedo para avaliar.

Anápolis, mesmo com o ritmo menor de crescimento da frota, continua em terceiro lugar em Goiás, em número de veículos, perdendo, apenas, para Goiânia (1.138.967) e Aparecida de Goiânia (276.299). Atrás de Anápolis, entre as 10 maiores frotas, estão: Rio Verde (133.202); Itumbiara (80.381); Catalão (76.107); Jataí (71.915); Formosa (71.273); Luziânia (62.590) e Caldas Novas (60.446).

Goiás
A frota de Goiás, até novembro foi de 3.761.353 veículos, sendo a oivata maior no País. São Paulo lidera o ranking nacional com 28.079.571 veículos, seguido por Minas Gerais (10.679.620); Paraná (7.312.765); Rio Grande do Sul (6.829.238); Rio de Janeiro (6.525.524); Santa catarina (4.923.237); Bahia (3.947.974); Goiás (3.761.353); Ceará (3.011.094) e Pernambuco (2.898.869)

Número de veículos cresce em menor velocidade
Evolução mês a mês/2017
Janeiro 252074
Fevereiro 252477
Março 253046
Abril 253572
Maio 254001
Junho 254451
Julho 255114
Agosto 255915
Setembro 256492
Outubro 257056
Novembro 257554
Crescimento de 2,17% jan-nov
Evolução da frota de Anápolis
2006 – 106.262
2007 – 119.268
2008 – Sem registro
2009 – 145.848
2010 – 172.013
2011 – 191.271
2012 – 209.117
2013 – 226.049
2014 – 240.168
2015 – 247.077
2016 – 251.574
2017- 257.554 *

*Dado parcial, até o mês de novembro

Autor(a): Claudius Brito

  • Fonte da informação:
  • Leia na fonte original da informação
  • Deixe seu comentário

    Protected by WP Anti Spam