Retrospectiva Anápolis

Município teve ano com desafios e conquistas no âmbito dos negócios

Fatos importantes ocorreram em 2018, como, a regularização fundiária do DAIA, problema de várias décadas

E, falando em DAIA, o polo industrial acaba de receber mais uma montadora, a chinesa Chery, que está atuando junto à CAOA que, por sua vez, desde 2007, tem parceria com a sul-coreana Hyundai. Contexto

Município teve ano com desafios e conquistas no âmbito dos negócios

Um ano marcado por conquistas e desafios. Assim foi 2018 para Anápolis, em relação à sua economia e desenvolvimento.

O Distrito Agro Industrial, implantado no início da década de 70, teve a sua regulamentação fundiária. O processo ainda está em andamento. Mas, um bom caminho foi percorrido e a expectativa é de um desfecho positivo para esta questão, que trazia muita insegurança jurídica às empresas.

E, falando em DAIA, o polo industrial acaba de receber mais uma montadora, a chinesa Chery, que está atuando junto à CAOA que, por sua vez, desde 2007, tem parceria com a sul-coreana Hyundai. A partir de agora, as duas marcas, de países distintos, dividem a linha de produção em Anápolis, um exemplo raro de globalização.

Mas, o DAIA, também, enfrentou problemas. Um deles, conforme mostrou uma reportagem do Jornal CONTEXTO, foi o estado precário de várias de suas ruas e avenidas. No começo do ano, o DAIA, também, enfrentou muito transtorno com um apagão de energia elétrica.

Sindicato Rural
Para o triênio 2018/2020, apenas uma chapa foi registrada na secretaria do Sindicato Rural de Anápolis (SRA) para concorrer à eleição: a chapa União, liderada pelo empresário Pedro Olímpio Neto, que concorreu como presidente; José Caixeta ficou na vice; segundo-vice, Joar José Ribeiro; secretário, Emival Silveira Duarte; e tesoureiro, Marcos Antônio Silva. Com 98% dos votos, a chapa União foi eleita para administrar o SRA pelos próximos três anos.

Tio Patinhas
Em uma ação conjunta das delegacias de Anápolis e de Goiânia, a Receita Federal deflagrou a chamada Operação “Tio Patinhas”. Só para se ter uma ideia, na área de Anápolis, com abrangência em 95 municípios, com base nas declarações do Imposto de Renda de 2018, ano base 2017, nada menos que 27 contribuintes pessoas físicas declararam possuir em espécie R$ 2 milhões. Outros 138 informaram ter acima de R$ 1 milhão e 444 acima de R$ 500 mil guardados em espécie. Em todo o Estado, 632 pessoas físicas informaram na declaração do IR de 2018 possuírem mais de R$ 1 milhão em espécie. Outras 22 mil declararam possuir mais de R$ 100 mil. Os guardadores estão sendo chamados para explicarem a origem do dinheiro e para fazerem a regularização fiscal.

Plataforma Logística
A venda de parte da área da Plataforma Logística Multimodal para a ampliação do Distrito Agro Industrial de Anápolis foi frustrada. Nenhum empresário, ou grupo investidor, se apresentou ao leilão realizado pela Secretaria de Estado de Planejamento para dar um lance mínimo de R$ 270 milhões por 1,9 milhão de metros quadrados. Antes do leilão, o candidato ao Governo pelo DEM, Ronaldo Caiado, deu declaração dizendo que, se eleito, iria “melar” o negócio e “congelar” o pagamento na fila de precatórios.

Educação fiscal
A Prefeitura de Anápolis lançou Nota Anapolina Premiada que, a partir de agora, vai conceder premiação para quem solicitar a nota fiscal de serviço. No primeiro sorteio, neste mês de dezembro, o prêmio principal foi de R$ 50 mil. O cadastro para os participantes começou em outubro e pode ser feito em uma plataforma própria desenvolvida pela Secretaria Municipal da Fazenda.

Norte-Sul
Uma obra que levou mais de 30 anos para sair do papel, a Ferrovia Norte-Sul poderá, enfim, cumprir o seu papel de gerar desenvolvimento. O Tribunal de Contas da União aprovou a realização da licitação de mais de 1,5 mil quilômetros da malha ferroviária, incluindo o trecho de Anápolis, onde está o seu marco zero, inaugurado em 2014 no governo da então presidente Dilma Rousseff. Nos últimos anos, o valor investido na Norte-Sul, na extensão de Anápolis e Aliança do Tocantins (TO), chegou a cerca de R$ 4 bilhões. Expectativa é que o leilão se realize já no mês de outubro próximo.

Balança comercial
Segundo dados da balança comercial dos municípios, as exportações feitas por Anápolis tiveram como principal destino a Indonésia, pais que sofreu com a devastação causada por terremoto e tsunami, com saldo de mais de 1,4 mil mortos.

Georreferenciamento
Uma empresa de Santa Catarina já está fazendo o registro fotográfico aéreo de todo o Município. As imagens do georreferenciamento vão atualizar o cadastro imobiliário da Prefeitura, o que deverá impactar na arrecadação do IPTU. E, ainda, falando em IPTU, a Cidade de Anápolis, conforme um levantamento divulgado pela Frente Nacional de Prefeitos, ficou na quinta posição entre os municípios da região Centro-Oeste que mais arrecadaram IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano) no exercício de 2017, num ranking que tem três capitais nas primeiras colocações: Goiânia, Campo Grande (MS) e Cuiabá (MT). Na quarta posição, está uma velha concorrente: a Cidade de Aparecida de Goiânia. No ano passado, a arrecadação de IPTU de Anápolis bateu a casa de R$ 57,7 milhões. Goiânia, líder do ranking, teve arrecadação superior a R$ 450 milhões.

PIB 2016
No período de 2006 a 2016 (último dado consolidado divulgado pelo IBGE), o Produto Interno Bruto de Anápolis saltou de R$ 3,550 bilhões para R$ 13,118 bilhões, ou seja, uma variação no período de 269% que, em número absoluto, corresponde a uma diferença de R$ 9,568 bilhões. A Cidade manteve-se na segunda colocação entre os 10 municípios com o maior PIB de Goiás perdendo, apenas, para a Capital, Goiânia. Os principais destaques foram os setores de Serviço e da Indústria, que alavancaram a geração de riquezas.

Facada no sistema S
A declaração do futuro ministro da Fazenda, Paulo Guedes, de corte em torno de 30% a 50% no orçamento do Sistema “S” pode ser um desastre, conforme analisa o diretor regional do SENAI e superintendente do SESI, Paulo Vargas. A medida foi muito comentada no meio empresarial.
Neste mês de dezembro, aconteceu a inauguração da sede da FIEG Regional Anápolis. A obra foi viabilizada pelo presidente…….. O prédio da entidade homenageou o empresário e ex-combatente da Força Expedicionária Brasileira (FEB), Capitão Waldyr O´Dwyer. Ainda, em dezembro, ocorreu a posse da nova diretoria da Federação das Indústrias do Estado de Goiás. O empresário Sandro Mabel comandará a entidade, no período 2019-2022. A posse dele teve a presença do Presidente da República, Michel Temer, que recebeu a Comenda do Mérito Industrial.

  • Fonte da informação:
  • Leia na fonte original da informação
  • Deixe seu comentário

    Protected by WP Anti Spam