Anápolis na Era Bolsonariana

Projeto Policial Mirim será implantado em Anápolis a partir do ano que vem

Iniciativa faz parte das ações do Núcleo de Polícia Comunitária, que foi implantado junto ao Quarto Batalhão da PM

A partir de fevereiro do ano que vem, cerca de 30 crianças, todas elas oriundas de famílias de baixa renda residentes no setor residencial Laranjeiras, irão compor a primeira turma do Projeto Polícia Militar Mirim. Contexto

Projeto Policial Mirim será implantado em Anápolis a partir do ano que vem

A partir de fevereiro do ano que vem, cerca de 30 crianças, todas elas oriundas de famílias de baixa renda residentes no setor residencial Laranjeiras, irão compor a primeira turma do Projeto Polícia Militar Mirim.

Trata-se de uma iniciativa bem parecida com a desenvolvida pelo Corpo de Bombeiros.

O trabalho será desenvolvido pelo 4º Batalhão da PM, em parceria com a Prefeitura de Anápolis.

O comandante do 4º BPM, Tenente Coronel Alann Pereira Cardoso, explica que o Núcleo de Polícia Comunitária tem como objetivo buscar uma aproximação maior da corporação com a comunidade, através de vários projetos de natureza social.

E, segundo ele, sem deixar de lado o papel da PM que é desenvolver o policiamento preventivo e ostensivo, visando a segurança da população.

De acordo com o Ten. Cel. Cardoso, o Projeto Policial Mirim contemplará crianças na faixa etária de 10 a 13 anos.

As atividades vão acontecer no período vespertino, já que no matutino elas devem estar em sala de aula.

No quartel, elas estarão recebendo orientações sobre cidadania, civismo, meio ambiente, trânsito, ética e segurança.

“Nós não temos intenção de fazer com que essas crianças sejam policiais militares no futuro. O objetivo é que com o nosso conhecimento, nossa disciplina e hierarquia, elas possam ser preparadas para serem bons cidadãos no futuro”,

ressalta o comandante do 4º BPM, que fez especialização sobre policiamento comunitário.

A criação do Núcleo dentro do 4º BPM é uma forma de colocar em prática esta experiência, que já foi levada a outras unidades por onde passou.

O Ten. Cel. Cardoso ressalta, ainda, que a Prefeitura é uma parceira fundamental do Projeto Policial Mirim, contribuindo com o trabalho de assistentes sociais, psicólogos e educadores físicos, que vão dar o suporte para as atividades, que serão desenvolvidas ao longo da semana, de segunda a sexta feira, pelo prazo de um ano.

Ele também destaca como parceira a concessionária de transporte público Urban, que vai garantir o deslocamento das crianças.

O comandante observa que a expectativa desse projeto é de sucesso e não descarta a possibilidade que o mesmo, mais adiante, possa ser ampliado, com a criação de novas turmas.

Mas, por enquanto, o foco está nas 30 crianças do Laranjeiras que, certamente, terão uma experiência única que poderão levar para o resto de suas vidas, no convívio com uma instituição respeitada da sociedade.

Outros projetos
O Núcleo de Polícia Comunitária do 4º BPM já realizou outros projetos, visando integrar a PM e a comunidade.

No mês de junho último, por exemplo, aconteceu o I “Arraiá da Puliça Militá”, que levou à sede do 4º BPM um público estimado de 3 mil pessoas.

Os policiais, familiares e a comunidade em geral, participaram de uma autêntica festa caipira recheada de atrações: comidas, músicas e danças típicas, dentre outras.

No mês de outubro, os portões do 4º BPM novamente se abriram para a comunidade, dentro da programação da Semana da Criança.

Esta iniciativa contou com a participação de cerca de 800 crianças, boa parte delas da Escola Municipal “Rosevir Ribeiro de Paiva”, localizada no Jardim Gonçalves.

Na oportunidade, elas receberam lanche, guloseimas e se divertiram nos brinquedos infláveis fornecidos pela Impacto Aventura, empresa parceira do projeto.

Além disso, o Núcleo de Polícia Comunitária está realizando o projeto “A banda vai à escola”, pelo qual os integrantes da banda da PM vão às escolas e, no contato com as crianças e adolescentes, repassam mensagens e falam sobre os instrumentos.

“Estas ações algumas de nossas iniciativas, mas temos muitas outras que estaremos preparando e desenvolvendo ao longo de 2019”,assinala o ten. Cel. Cardoso.

A unidade sob o seu comando responde pelo policiamento de cerca de 50% do território anapolino, na parte Centro-Sul, incluindo áreas importantes como o Distrito Agro Industrial de Anápolis (DAIA), o Distrito de Joanápolis e o povoado de Brasnápolis.

Autor(a): Claudius Brito

  • Fonte da informação:
  • Leia na fonte original da informação
  • Deixe seu comentário

    Protected by WP Anti Spam