Bolsonaro confirma Marcos Pontes para comandar Ciência e Tecnologia

O presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) confirmou, nesta quarta-feira (31), o nome do astronauta Marcos Pontes para comandar o Ministério de Ciência e Tecnologia.

O nome de Pontes é o quarto já confirmado para a Esplanada dos Ministérios na gestão Bolsonaro.

Antes dele, já haviam sido convidados e confirmados Onyx Lorenzoni (Casa Civil), Paulo Guedes (Fazenda) e General Heleno (Defesa).

No ano passado, Bolsonaro já havia acenado a Pontes. Em um vídeo no YouTube, Bolsonaro afirmou que era um “colega da Aeronáutica, colega astronauta e motivo de orgulho para o Brasil, que também esteve na Nasa”.

Em outubro, antes do segundo turno das Eleições 2018, o presidente eleito afirmou, pela primeira vez, que Pontes poderia ocupar um espaço na Esplanada dos Ministérios ao dizer que era

“um conhecedor com profundidade do que acontece na ciência e tecnologia do Brasil, ou melhor, do que não acontece”.

Perfil

Tenente-coronel da Aeronáutica, Marcos Pontes foi o primeiro brasileiro a ir para o espaço.

Formado em engenharia aeronáutica e com experiência como piloto de testes da Força Aérea Brasileira (FAB), Marcos Pontes ingressou em 1998 na Nasa, a agência espacial norte-americana.

A bordo da Soyuz TMA-8, Pontes participou de uma missão espacial em 2006, ligada à Estação Espacial Internacional, e se tornou o primeiro brasileiro a ir ao espaço.

A missão custou ao Brasil US$ 10 milhões (cerca de R$ 37 milhões).

Após a missão, Pontes foi para a reserva militar.

Leave a comment

Protected by WP Anti Spam