Lê Moraes comenta na Coluna Jet7

Semana Nacional da Pessoa com Deficiência é comemorada em momento oportuno

De 21 a 28 de agosto, é comemorada a Semana Nacional da Pessoa com Deficiência Intelectual e Múltipla.

Sedia 1ª Etapa do Campeonato Brasiliense de Canoagem, neste fim de semana, 28 e 29
26 de agosto de 2021
Estância aposta no conceito de glamping
27 de agosto de 2021

 

Com o tema “É tempo de transformar conhecimento em ação”, a semana visa ampliar a discussão sobre as reais condições das pessoas em situação de deficiência intelectual e múltipla no Brasil.

Em Goiânia, a Emotion Educação, instituição que atende crianças e adolescentes com foco no desenvolvimento cognitivo, físico, social e emocional, faz parte dessa rede de apoio à essas pessoas.

A escola apresenta uma proposta de educação especial, centrada na diversidade humana, que atende a todos os alunos e busca integrá-los no mesmo ambiente, respeitando seus limites, e ainda permite o desenvolvimento pleno de suas capacidades individuais e sociais.

De acordo com os últimos dados levantados sobre a temática no ano de 2019 pelo Instituto Brasileiro Geografia e Estatística (IBGE), mais de 45 milhões de brasileiros tem algum tipo de deficiência, o que representa 25% da população.

Em Goiás, o número chega a 1,6 milhões de goianos que apresentam algum tipo de deficiência.

A diretora pedagógica da escola, Paula Montalvão, defende que, para o estabelecimento de uma sociedade mais receptiva às pessoas com deficiências intelectuais e múltiplas, caminha em paralelo com a aceitação das diferenças, e a educação é fundamental.

“Categorizar e separar as pessoas de acordo com suas limitações só vai perpetuar um mundo intolerante, inflexível, egoísta e implacável. O debate sobre o tema é imprescindível e urgente, e eu prefiro criar um ambiente receptivo às diferenças, abraçar as dificuldades e limitações, e elaborar estratégias individualizadas para o ideal desenvolvimento de todos que chegam por aqui”, reflete.

Foto: Divulgação

By Lê Moraes

De 21 a 28 de agosto, é comemorada a Semana Nacional da Pessoa com Deficiência Intelectual e Múltipla.

Emotion Educação, instituição que atende crianças e adolescentes com foco no desenvolvimento cognitivo, físico, social e emocional, faz parte dessa rede de apoio à essas pessoas.

Em Goiânia, a Emotion Educação, instituição que atende crianças e adolescentes com foco no desenvolvimento cognitivo, físico, social e emocional, faz parte dessa rede de apoio à essas pessoas. 

Emotion Educação, instituição que atende crianças e adolescentes com foco no desenvolvimento cognitivo, físico, social e emocional, faz parte dessa rede de apoio à essas pessoas.

Com o tema “É tempo de transformar conhecimento em ação”, a semana visa ampliar a discussão sobre as reais condições das pessoas em situação de deficiência intelectual e múltipla no Brasil

Emotion Educação, instituição que atende crianças e adolescentes com foco no desenvolvimento cognitivo, físico, social e emocional, faz parte dessa rede de apoio à essas pessoas.

A diretora pedagógica da escola, Paula Montalvão, defende que, para o estabelecimento de uma sociedade mais receptiva às pessoas com deficiências intelectuais e múltiplas, caminha em paralelo com a aceitação das diferenças, e a educação é fundamental

De acordo com os últimos dados levantados sobre a temática no ano de 2019 pelo Instituto Brasileiro Geografia e Estatística (IBGE), mais de 45 milhões de brasileiros tem algum tipo de deficiência, o que representa 25% da população 

Emotion Educação, instituição que atende crianças e adolescentes com foco no desenvolvimento cognitivo, físico, social e emocional, faz parte dessa rede de apoio à essas pessoas.

Em Goiás, o número chega a 1,6 milhões de goianos que apresentam algum tipo de deficiência 

Emotion Educação, instituição que atende crianças e adolescentes com foco no desenvolvimento cognitivo, físico, social e emocional, faz parte dessa rede de apoio à essas pessoas.

A diretora pedagógica da escola, Paula Montalvão, defende que, para o estabelecimento de uma sociedade mais receptiva às pessoas com deficiências intelectuais e múltiplas, caminha em paralelo com a aceitação das diferenças, e a educação é fundamental.

  • Fonte da informação:
  • Leia na fonte original da informação
  • Os comentários estão encerrados.