Extrações a todo vapor

Exército compra sistema de espionagem

E não esclarece os motivos

Homem que quer escavar aterro em busca de HD jogado no lixo
4 de agosto de 2022
As Planilhas de BOLSONARO
5 de agosto de 2022

Exercito Brasileiro usa tecnologia de alta performance (Foto: ABR | Divulgação)

Ferramenta, cuja compra foi realizada sem licitação, é capaz de extrair dados de sistemas em nuvens e de registros públicos armazenados em redes sociais

 

O Comando de Defesa Cibernética do Exército (ComDCiber)

adquiriu uma ferramenta que permite a espionagem de aparelhos celulares por meio da extração de dados de sistemas em nuvens e de registros públicos armazenados em redes sociais como Twitter, Facebook e Instagram.

De acordo com o jornal Folha de São Paulo, a compra da ferramenta, feita com dispensa de licitação, foi autorizada pelo então comandante do Exército e atual ministro da Defesa, Paulo Sérgio Nogueira.

 

A reportagem destaca

que apesar da ferramenta ser utilizada pelas Polícias Civis e Federal, além do Instituto Nacional de Criminalística e Ministério Público como forma de acessar dados a partir de autorizações judiciais,”os documentos da contratação feita para a unidade do Exército não especificam quais aparelhos celulares passariam a ser acessados nem qual é o embasamento jurídico para esse tipo de acesso a dados privados”.

 

O ComDCiber é chefiado pelo general Heber Garcia Portella,

que foi designado pelo Ministério da Defesa – ainda na gestão do general da reserva Walter Braga Netto– para integrar a comissão de transparência das eleições junto ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Portella é um dos militares alinhados ao discurso bolsonarista que questiona a higidez do sistema eleitoral e a segurança das urnas eletrônicas. Braga Netto será o vice na chapa pela reeleição de Jair Bolsonaro.

 

Ainda segundo a reportagem,

a solução de espionagem escolhida pelo Exército foi a Cellebrite UFED, que tem a empresa TechBiz Forense Digital como a única fornecedora da ferramenta no Brasil.O contrato da empresa, orçado em R$ 528 mil, foi firmado em 28 de dezembro de 2021 e é válido até 27 de dezembro de 2024.

Link original da matéria:
https://www.brasil247.com/brasil/sob-comando-de-nogueira-exercito-compra-sistema-para-espionar-celulares-e-nao-explica-o-motivo

 

Sobre a Tecnologia :
Cellebrite

O maior fabricante de soluções para coleta,

coleta remota, extração, análise de dados e correlacionamento de vínculos para dispositivos MacOS, Windows e dispositivos móveis do mercado (iOS e Android). Exploração de sistemas de vigilância do tipo DVR (CFTV), sobre bloqueio de senhas, com coleta de vídeos e metadados, recuperação de imagens excluídas, mesmo em equipamentos danificados.

 

A Cellebrite oferece

as mais avançadas e recentes tecnologias em investigação digital. Com interfaces simples e navegação inclusiva, as soluções da Cellebrite tornam o trabalho das equipes de investigação mais ágil, eficiente e assertivo.

COMDCIBER

 

O ComDCiber

é uma Organização Militar do Exército Brasileiro, localizada no Complexo do Forte Marechal Rondon, na cidade de Brasília-DF, cuja missão é planejar, orientar, coordenar, integrar e executar atividades relacionadas ao desenvolvimento e aplicação das capacidades cibernéticas, como órgão central do Sistema Militar de Defesa Cibernética, a fim de contribuir para o uso efetivo do espaço cibernético, impedindo ou dificultando sua utilização contra os interesses da Defesa Nacional.

O QUE FAZEM OS SOFTWARES DA CELLEBRITE

As soluções compradas no Projeto Excel

permitem a extração de dados dos aparelhos, cruzamento desses dados e análise de informações na nuvem.

 

Podem ser acessados todas as fotos, vídeos, mensagens, registros de localização e Wi-Fi, dados e metadados apagados, informações de mais de 1.000 aplicativos como Nike Running, Pokemon Go, Booking.com e VPNs.

 

Também podem ser acessados

conteúdos na nuvem de serviços como Facebook, Twitter, Snapchat, Dropbox, Google Drive, Gmail, Instagram, Whatsapp, e iCloud.

 

A tecnologia também permite acesso a aparelhos e aplicativos bloqueados e quebra de senhas.

Segundo especialistas, essas informações podem incluir dados de terceiros, e o risco é que a coleta extrapole o limite das investigações.

 

A TechBiz tem orgulho de ser a maior distribuidora da América Latina de soluções Cellebrite.

Somos a TechBiz Forense digital – uma empresa do Grupo TechBiz, pioneira na oferta de soluções digitais para a ciência forense no país. Somos líder no mercado nacional e a maior integradora do segmento na América Latina.

Trabalhamos com os maiores e melhores fabricantes do mundo em tecnologias de investigação, antifraude e auditoria.

Representamos exclusivamente algumas das principais inovações do setor.

Nosso time de profissionais é altamente credenciado e certificado.

Estamos prontos pra orientar, treinar, dar suporte e prestar atendimento a todo o ciclo de investigação forense.

Link original da informação
https://techbiz.com.br/parceiros/cellebrite/#:~:text=A%20Cellebrite%20oferece%20as%20mais,mais%20%C3%A1gil%2C%20eficiente%20e%20assertivo. 

As soluções compradas no Projeto Excel permitem a extração de dados dos aparelhos, cruzamento desses dados e análise de informações na nuvem.

COMDCIBER REALIZA CHAMAMENTO PÚBLICO DO EXERCÍCIO GUARDIÃO CIBERNÉTICO 4.0

R$ 1 BILHÃO DE PREJUÍZO AO CRIME ORGANIZADO . O Projeto Excel, do Ministério da Justiça e Segurança Pública, auxilia as polícias de 26 unidades federativas no combate ao crime organizado.

  • Fonte da informação:
  • Leia na fonte original da informação
  • Os comentários estão encerrados.