Pesquisa Industrial Mensal

Indústria goiana tem o maior avanço do país no mês de maio

A Produção Industrial de Goiás registrou o melhor desempenho no Brasil, no mês de maio, com destaque para a produção de veículos, reboques e carrocerias, que apresentou variação de quase 700% na avaliação.

Anápolis sedia audiência pública sobre regionalização do saneamento básico
12 de julho de 2021
Governador entrega reforma da GO-225 e assina ordem de serviço para obras na GO-547
13 de julho de 2021

A Produção Industrial de Goiás registrou o melhor desempenho no Brasil, no mês de maio, com destaque para a produção de veículos, reboques e carrocerias, que apresentou variação de quase 700% na avaliação.

Após o recuo de 1,7% em abril, a produção industrial goiana registrou avanço de 4,8%
em maio frente a abril de 2021 (série com ajuste sazonal), a maior variação registrada
no país.

A produção industrial nacional cresceu 1,4% na mesma base de comparação.

Na comparação com maio de 2020, a indústria goiana apresentou queda de 0,3%, atingindo o quarto
recuo no ano.

Sendo assim, a produção goiana acumula –4,2% em 2021 e -0,4% nos últimos
12 meses.

Já na indústria nacional, por outro lado, houve um avanço de 24,0%, sendo o nono
resultado positivo seguido, e a maior variação para o mês da série histórica,
acumulando nos últimos 12 meses um avanço de 4,9% e no ano 13,1%.

Indústria de transformação cai pela oitava vez consecutiva; Indústria extrativa sobe
pelo terceiro mês consecutivo

Para explicar a leve retração de 0,3% da produção industrial goiana em maio de 2021,
em comparação com mesmo mês de 2020, investigam-se as principais atividades que
compõem a indústria goiana.

Enquanto a indústria extrativa cresceu pelo terceiro mês consecutivo (7,6%), a
indústria de transformação alcançou sua oitava queda consecutiva em maio (-0,7%).

Dentre as atividades desta indústria que tiveram maior queda na produção estavam: a
fabricação de produtos farmoquímicos e farmacêuticos (– 37,6%), que apresentou a
oitava queda consecutiva, e acumula no ano um encolhimento de 34,7%; a metalurgia

(-20,0%), que apresentou a sexta queda seguida na produção e já acumula no ano um
encolhimento de 12,5%.

Ainda, a fabricação de produtos de metal, exceto máquinas e equipamentos (-9,1%), que
havia registrada a sua primeira alta no ano no mês de abril (2,7%); e a fabricação de
produtos alimentícios (- 3,6%), que é a principal atividade da indústria goiana,
registra quedas desde outubro de 2020 e acumulou no ano variação negativa de 4,5%.

Os produtos que tiveram mais influência para a redução dessas atividades foram
medicamentos, ouro em formas brutas, ferronióbio, ferroníquel, latas de ferro e aço
para embalagem de produtos diversos e açúcar vhp, leite em pó e óleo de soja refinado,
respectivamente.

Balança comercial de Anápolis apresenta bons resultados no primeiro semestre
https://portalcontexto.com/balanca-comercial-anapolis-resultados-semestre/

Fabricação de veículos, reboques e carrocerias cresce quase 700%

Por outro lado, as atividades que apresentaram crescimento na produção foram a
fabricação de veículos automotores, reboques e carrocerias (693,0%), sendo o maior
aumento para o mês da série histórica, e o terceiro consecutivo após doze quedas
seguidas.

A atividade já registra um acumulado no ano de 102,6%, e de 7,5% nos últimos 12 meses,
o primeiro resultado positivo desde abril de 2020; a fabricação de produtos de
minerais não-metálicos (19,6%), que registra o décimo crescimento consecutivo e já
acumula no ano um crescimento de 25,3%; e a fabricação de outros produtos químicos
(11,9%), que apresenta o sétimo crescimento consecutivo na produção e acumula no ano
um crescimento de 14,5%.

Os produtos que tiveram mais influência para o crescimento dessas atividades foram
automóveis com motor a gasolina, álcool ou bicombustível, massa de concreto e
superfosfatos, respectivamente.

11 dos 15 locais pesquisados mostraram taxas positivas em maio de 2021

No crescimento de 1,4% da produção industrial nacional, de abril para maio de 2021, na
série com ajuste sazonal, 11 dos 15 locais pesquisados mostraram taxas positivas.

As maiores altas foram em Goiás (4,8%), Minas Gerais (4,6%), que eliminaram os recuos
de 1,7% e 0,7% registrados em abril, seguidos por Ceará (4,4%) e Rio de Janeiro
(4,3%).

Assim, sendo na média móvel trimestral, oito locais tiveram recuo. Frente a maio de
2020, houve altas em doze dos 15 locais pesquisados.

Sobre a PIM-PF

A Pesquisa Industrial Mensal – Produção Física (PIM-PF) gera indicadores de produção
mês a mês para as indústrias extrativa e de transformação.

As informações nos permitem analisar o nível da produção ao longo do tempo para uma
mesma Unidade da Federação ou entre Unidades da Federação, em diferentes setores de
atividade.

Com informações do IBGE

https://www.ibge.gov.br/

Após o recuo de 1,7% em abril, a produção industrial goiana registrou avanço de 4,8% em maio frente a abril de 2021 (série com ajuste sazonal), a maior variação registrada no país.

Enquanto a indústria extrativa cresceu pelo terceiro mês consecutivo (7,6%), a indústria de transformação alcançou sua oitava queda

Fabricação de veículos, reboques e carrocerias cresce quase 700%

  • Fonte da informação:
  • Leia na fonte original da informação
  • Os comentários estão encerrados.