Onde a Justiça é respeitada

Pela 1ª vez, Japão condena chefe de grupo mafioso à pena de morte

Satoru Nomura, 74 anos, foi julgado por um homicídio e três tentativas

Flórida, nos EUA, vai multar estabelecimentos que exigirem passaporte sanitário
4 de setembro de 2021
Maduro em pânico com o início do seu fim: Como foi e o que significa a prisão
12 de setembro de 2021

A sentença foi dada a Satoru Nomura, 74 anos, líder do grupo mafioso Kudokai, um dos mais violentos do Japão. É a primeira vez no país que um chefe da máfia é condenado à pena máxima. Reprodução

Tóquio – Um tribunal do Japão sentenciou à pena de morte, na terça-feira (24), o chefe de uma organização mafiosa depois que seus membros mataram um civil e feriram outros três, embora não houvesse evidências diretas de que ele ordenou os crimes, disse a emissora NHK.

A sentença foi dada a Satoru Nomura, 74 anos, líder do grupo mafioso Kudokai, um dos mais violentos do Japão. É a primeira vez no país que um chefe da máfia é condenado à pena máxima.

Ao proferir a sentença, o juiz Tsutomu Adachi, do Tribunal Regional de Fukuoka, disse que era impensável que os ataques tivessem sido realizados sem a autorização do líder, disse a NHK.

“O crime extremamente cruel de uma organização mafiosa que ataca o público em geral tem um impacto incomensurável na sociedade. Não é possível perceber o sentimento de remorso do réu e mesmo que as circunstâncias favoráveis ​​sejam levadas em consideração, nenhuma circunstância especial foi encontrada para evitar a pena de morte”, disse o juiz.

Entre 1998 e 2014, na cidade de Kitakyushu (Fukuoka), membros do Kudokai atiraram e mataram um ex-chefe de uma cooperativa de pesca e feriram outras três pessoas, incluindo uma enfermeira e um ex-policial, com tiros ou facadas.

Os advogados de defesa de Nomura planejam apelar da decisão, levando o caso para análise em segunda instância, disse a agência de notícias Kyodo.

No mesmo julgamento em Fukuoka, Fumio Tanoue, 65 anos, o número 2 do grupo Kudokai, foi condenado à prisão por tempo indeterminado, equivalente à prisão perpétua, pelo seu envolvimento nos crimes.

Link original da matéria:
https://www.alternativa.co.jp/Noticia/View/91749/Pela-1-vez-Japao-condena-chefe-de-grupo-mafioso-a-pena-de-morte

Quem é ?
Satoru Nomura é um Yakuza japonês da província de Fukuoka. Ele é o quinto presidente do grupo yakuza Kudo-kai.

Yakuza no cinema
Pra quem gosta de filmes, existem boas opções sobre esse tema. Alguns dos clássicos são: “Bakuto Gaijin Butai” (título em português: Guerra de Gangues em Okinawa), de Kinji Fukasaku, mesmo diretor da série “Batalhas Sem Honra e Humanidade”, produzido em 1973 e abordando o mesmo tema.

Mais sugestões de filmes clássicos: “Sonatine” (título em português: Adrenalina Máxima), de Takeshi Kitano, produzido em 1993, “Kawaita Hana” (título em português: Flor Seca), de Masahiro Shinoda, “Koroshi no Rakuin” (título em português: A Marca do Assassino), de Seijun Suzuki, “Showa Zankyo-den” (título em português: Contos Brutais de Honra), de Kiyoshi Saeki, “Sussho Iwai” (título em português: Os Lobos), de Hideo Gosha.

Informação :
https://vejaonline.jp/2019/10/10/17-fatos-interessantes-sobre-a-yakuza-a-mafia-japonesa/

 

Satoru Nomura foi condenado à pena de morte por um homicídio e três tentativas em Fukuoka. Foto: Reprodução/NHK

A sentença foi dada a Satoru Nomura, 74 anos, líder do grupo mafioso Kudokai, um dos mais violentos do Japão. É a primeira vez no país que um chefe da máfia é condenado à pena máxima. Foto: Reprodução Webp

  • Fonte da informação:
  • Leia na fonte original da informação
  • Os comentários estão encerrados.