numa situação mais confortável

Ministro Bento Albuquerque descarta racionamento de energia

O alerta de emergência hídrica foi emitido na sexta-feira 28 para região da bacia do Rio Paraná, que abrange cinco Estados

Governadores entram no STF para barrar depoimentos na CPI da Covid
30 de maio de 2021
Patriota quer lançar Pazuello ao governo do Rio na chapa de Bolsonaro
2 de junho de 2021

O ministro de Minas e Energia, almirante Bento Albuquerque | Foto: Alan Santos/PR

O ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, afirmou que não há risco de faltar eletricidade no Brasil.

“Não trabalhamos com a possibilidade de racionamento porque tudo indica que temos o controle da situação”,

declarou, em entrevista publicada no jornal O Globo nesta segunda-feira, 31. O alerta de emergência hídrica foi emitido na sexta-feira 28 para região da bacia do Rio Paraná, que abrange cinco Estados: Minas Gerais, Goiás, Mato Grosso do Sul, São Paulo e Paraná. Se estenderá de julho a setembro de 2021.

“Esperamos chegar ao fim do ano numa situação mais confortável, de modo que 2022 seja um ano com tranquilidade e custo de energia mais baixo”, acrescentou o ministro. A Agência Nacional de Energia Elétrica vai adotar a bandeira vermelha 2 — a mais cara — como referência nas contas de energia elétrica de junho. Isso significa que, para cada 100 quilowatts-hora consumidos, é acrescido o valor de R$ 6,24 na conta de energia elétrica. “O consumidor precisa fazer um uso mais racional da energia”, advertiu Bento.

By Cristyan Costa

Link original da matéria:
https://revistaoeste.com/politica/ministro-bento-albuquerque-descarta-racionamento-de-energia/?utm_source=pushnews&utm_medium=pushnotification-feed

  • Fonte da informação:
  • Leia na fonte original da informação
  • Os comentários estão encerrados.