Plano de governo:

PT quer desfazer tudo já feito para o trabalhador

O Partido dos Trabalhadores divulgou na manhã desta terça-feira (21) o documento com as diretrizes de um eventual governo Lula.

CPI da Petrobras depende de partidos e cobra participação ativa do governo nas discussões
21 de junho de 2022
Comissão do Senado aprova convite de ministros do STF para debater ativismo judicial
22 de junho de 2022

O ex-presidiário e seu pré-candidato a vice, Geraldo Alckmin, participaram de um evento da divulgação petista.

O ex-presidiário e seu pré-candidato a vice, Geraldo Alckmin, participaram de um evento da divulgação petista.

O plano econômico do PT

se posiciona contra privatização de estatais, defende o estímulo ao consumo, o fim da política de teto de gastos e a revisão total da política fiscal e das reformas trabalhista e previdenciária.

“Vamos recolocar os pobres e os trabalhadores no orçamento”, diz o texto do PT, repetindo slogan da pré-campanha de Lula. “Para isso, é preciso revogar o teto de gastos e rever o atual regime fiscal brasileiro, atualmente disfuncional e sem credibilidade”.

 

O programa diz também

que, caso Lula seja eleito, seu governo promoverá “a reconstrução da seguridade e da previdência social, para ampla inclusão dos trabalhadores e trabalhadoras, por meio da superação das medidas regressivas e do desmonte promovido pelo atual governo”.

 

Também irá propor,

“a partir de um amplo debate e negociação, uma nova legislação trabalhista de extensa proteção social a todas as formas de ocupação, de emprego e de relação de trabalho, revogando os marcos regressivos da atual legislação trabalhista, agravados pela última reforma e reestabelecendo o acesso gratuito à justiça do trabalho”.

A promessa de Lula

visa “autônomos, trabalhadores e trabalhadoras domésticas, teletrabalho e trabalhadores em home office, mediados por aplicativos e plataformas”.

 

Link original da matéria:
https://terrabrasilnoticias.com/2022/06/plano-de-governo-pt-quer-desfazer-tudo-ja-feito-para-o-trabalhador/

  • Fonte da informação:
  • Leia na fonte original da informação
  • Os comentários estão encerrados.