BRASIL

Depois de bater em assediador, mulher é chamada para evento de MMA

A frentista Marian Damasio foi convidada para lutar no Jungle Fight, uma das maiores organizações do esporte no país

Presidente da Federação Sul Americana de Krav Maga recebe Medalha do Exército Brasileiro
20 de abril de 2022
5 questões que quem faz Krav Maga tira de letra
25 de maio de 2022

Marian Damasio tem 22 anos | Foto: Reprodução

A frentista Marian Damasio, 22 anos, viralizou na internet depois de bater em um homem que a importunou sexualmente em um posto de combustível em Porto Alegre, no Rio Grande do Sul. O caso aconteceu no último dia 15.

 

Essas imagens

chegaram ao lendário ex-lutador de jiu-jitsu e MMA Wallid Ismail. Ele, que atualmente trabalha como empresário de lutadores brasileiros no Ultimate Fighting Championship (UFC), o maior evento de MMA do mundo, disse que Marian tem potencial para as Artes Marciais Mistas.

“Pessoas corajosas merecem destaque. Se ela quiser, está convidada para lutar no Jungle Fight”, afirmou Wallid, o presidente da organização, em entrevista concedida ao jornal Extra. “Só tapão! Direto de direita! Ela é invocada. Que guerreira! O cara perdeu a noção. Mereceu.”

 

Apesar

de ter desferido impressionantes 20 golpes no assediador, Marian disse que nunca havia dado socos em ninguém. “Levo jeito, mesmo, mas não sou lutadora”, explicou. “Nunca fiz aula. Quando eu era menor, meu pai me incentivava a dar socos naqueles sacos de pancada. Sempre gostei de luta, mas nunca precisei dar soco em ninguém. Gosto bastante de luta.”

Ao saber do convite de Wallid para compor o elenco de lutadores do Jungle Fight, Marian não hesitou: “É sério? Topo, sim”.

Link original da matéria:
https://revistaoeste.com/brasil/depois-de-bater-em-assediador-mulher-e-chamada-para-evento-de-mma/  

A frentista Marian Damasio, 22 anos, nocauteou um assediador

  • Fonte da informação:
  • Leia na fonte original da informação
  • Os comentários estão encerrados.