Notícias / Anápolis

22 exportadores e 73 importadores.

Anápolis tem segundo maior número de operadores de comércio exterior em Goiás

O número de importadores é maior, pelo fato de o Município sediar um grande polo industrial e, dentro dele, várias empresas do segmento químico-farmacêutico que compram matérias- primas e insumos de outros países

Acusados de agredir advogados e policiais, empresários passam a noite presos
16 de maio de 2019
A Associação Comercial e Industrial de Anápolis – ACIA iniciou um novo Biênio (2019/2021)
16 de maio de 2019

Comércio Exterior – Ilustração

O Município de Anápolis conta, atualmente, com 95 operadores na área de exportação e importação, segundo dados do Ministério
da Economia. A cidade fica atrás, apenas, de Goiânia, que conta com 237 operadores atuando no comércio exterior.

Os números são de empresas (CNPJ) e também pessoas físicas (CPF).

No caso de Anápolis, são 22 exportadores e 73 importadores. O número de importadores é maior, pelo fato de o Município sediar um grande polo industrial e, dentro dele, várias empresas do segmento químico-farmacêutico que compram matérias- primas e insumos de outros países, além de uma montadora de veículos, que hoje opera com duas marcas internacionais – Hyundai (Coreia do Sul) e Chery (China) – e importa produtos acabados e também partes de veículos.

Em Goiânia, são 49 exportadores e 188 importadores. Aparecida de Goiânia, que abriga também um grande polo industrial, tem 80 empresas e pessoas físicas atuando no comércio exterior, sendo 22 na área de exportação e 58 na área de importação; Rio Verde vem na sequência com 31, sendo 17 exportadores e 14 importadores; Catalão tem 29, sendo 10 exportadores e 19 importadores e Itumbiara tem 27, sendo 13 exportadores e 14 importadores.

No primeiro quadrimestre deste ano, ou seja, de janeiro a abril, as exportações feitas por Anápolis somaram, no período, mais de US$ 28,8 milhões, com um crescimento de 106,75 na comparação com o mesmo período de 2018, quando o valor foi de US$ 13,93 milhões. Já as importações, no primeiro quadrimestre deste ano, registraram um volume de US$ 383,2 milhões, com queda de 26,75% na comparação com janeiro a abril de 2018, quando o volume foi de US$ 523,17 milhões

Participação e ranking

As exportações feitas por Anápolis representam 1,6% das exportações de Goiás e as importações, 33,4%. Anápolis ocupa o primeiro lugar no ranking de Goiás entre os municípios importadores. Entre os município exportadores, ocupa o 15º lugar. No Brasil, o Município ocupa o 338º lugar no ranking dos municípios exportadores e o 31º lugar entre os municípios importadores.

A torta e outros resíduos da extração de soja detém 80% de participação nas exportações feitas por Anápolis, com volume de negócios na casa de US$ 23,16 milhões. Sangue humano, sangue animal preparados para uso terapêutico; antissoros e produtos imunológicos modificados detém a maior participação nas importações feitas por Anápolis: 32%, com um volume em negócios de mais de US$ 122 milhões; medicamentos, 15% (US$ 57,81 milhões) e partes e acessórios de veículos, 14% (US$ 52,15 milhões).

Os principais destinos das exportações feitas por Anápolis, são: Venezuela (35% de participação); Países Baixos-Holanda (18%); Polônia (17%); China (7,8%); Indonésia (7,8%); Tailândia (4,3%); Cuba (2,2%); Argentina (1,2%); Nigéria (1,1%) e Estados Unidos (0,92%).

Os principais fornecedores internacionais, são: China (25% de participação); Alemanha (20%); Estados Unidos (14%); Coreia do Sul (9,2%); Suíça (8,0%); Índia (7,7%); Japão (3,6%); Itália (2,95); Espanha (1,2%) e Canadá (1,2%).

Resumo

– EXPORTAÇÕES

Jan/Abr.2019: US$ 28,8 milhões

– IMPORTAÇÕES

Jan/Abr. 2019: US$ 383,2 milhões

– SALDO

Jan/Abr. 2019: – US$ 354,4 milhões

– CORRENTE DE COMÉRCIO

(Exportações + importações)

Jan/Abr.2019: US$ 412 milhões

– PARTICIPAÇÃO

1,6% – Participação nas exportações de Goiás

33,4% – Participação nas importações de Goiás

– RANKING

15º – Lugar nas exportações em Goiás

1º – Lugar nas importações em Goiás

338º – Lugar nas exportações no Brasil 31º – Lugar das importações no Brasil

By
Claudius Brito

  • Fonte da informação:
  • Leia na fonte original da informação
  • Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    Protected by WP Anti Spam