Aviso a população

APAE alerta para possível golpe e orienta sobre doações

Conforme denúncias de pessoas que preferem não serem identificadas, um homem está utilizando um cartaz com a imagem de uma criança com deficiência para pedir ajuda usando o nome da instituição. Porém, essa criança não é assistida na APAE Anápolis.

Anápolis realiza diversas ações durante o Maio Amarelo
20 de maio de 2022
Anápolis já ministrou quase 700 mil doses da vacina da Covid-19
24 de maio de 2022

Conforme denúncias de pessoas que preferem não serem identificadas, um homem está utilizando um cartaz com a imagem de uma criança com deficiência para pedir ajuda usando o nome da instituição

A direção da APAE Anápolis recebeu denúncias de colaboradores e de pessoas que fazem doações voluntárias à instituição, sobre um homem que está atuando em alguns pontos da cidade pedindo ajuda para uma criança com deficiência.

Ao abordar as pessoas, esse homem diz que a criança no cartaz é seu filho,e que estaria internado na APAE, por isso, precisa de dinheiro para fazer exames.

 

Conforme o relato

, o rapaz já teria sido visto com o mesmo cartaz na Santa Maria de Nazareth e na Jaiara. No referido cartaz, aparece a inscrição: “Ajude o Isac a ter a chance de ter uma vida melhor”.

As denúncias foram encaminhadas ao delegado da Polícia Civil, Daniel Nunes. Ele orientou que a situação seja remetida à Polícia Militar, que poderá fazer a abordagem desse homem e, caso se trate mesmo de um golpe, a Polícia Civil adotará as providências cabíveis.

O presidente da APAE Anápolis,

Vander Lúcio Barbosa, esclarece que não é a primeira vez que a instituição se depara com esse tipo de situação. Há vários outros casos, inclusive, de pessoas idosas que vão para os sinaleiros, calçadas, praças e outros locais pedir dinheiro usando o nome da APAE, segundo ele, devido ao prestígio que a ONG tem.

Porém, alerta que a própria APAE sempre orientou os seus assistidos, familiares ou qualquer pessoa com ligação direta ou indireta com a entidade, a não fazer esse tipo de abordagem para pedir dinheiro ou qualquer outro tipo de vantagem ou outro benefício.

De acordo com Vander Lúcio,

a APAE Anápolis tem os seus canais próprios para buscar doações.

Além do que, afirmou, as pessoas que são assistidas na instituição têm assegurado o seu tratamento e a assistência na área em que ela necessita. De forma que não procede uma pessoa fazer tal tipo de pedido, como o do homem com o cartaz.

O presidente informa que as pessoas, inclusive, podem ligar para o telefone (WhatsApp): (62) 3098-2525 para denunciar algum fato dessa natureza, ou saber mais como colaborar com a instituição.

Destaca, ainda,

que doações por telefone, por exemplo, são encaminhadas via Central Solidária, um departamento específico para tratar sobre o assunto. Outros mecanismos de doações são o site e os canais digitais oficiais. Além de campanhas que são divulgadas, da mesma forma, com muita transparência.

By; Claudius Brito

Vander Lúcio: APAE tem canais próprios e transparentes para o acolhimento de doações

Cartaz exibido pelo homem. A imagem da criança foi descaracterizada

  • Fonte da informação:
  • Leia na fonte original da informação
  • Os comentários estão encerrados.