Prefeitura Anápolis Trabalhando

Parque Tecnológico terá o apoio da Prefeitura

Projeto com sugestão de áreas ou mesmo prédios será apresentado ao prefeito em 15 dias


A diretoria da Associação Comercial e Industrial de Anápolis e os membros do Comitê Da Indústria de Defesa e Segurança de Goiás deverão entregar, nos próximos 15 dias, ao prefeito Roberto Naves, um projeto com sugestões de áreas e, até mesmo, de prédios que possam servir para a implantação do Parque Tecnológico de Anápolis.  cONTEXTO

Parque Tecnológico terá o apoio da Prefeitura

A diretoria da Associação Comercial e Industrial de Anápolis e os membros do Comitê Da Indústria de Defesa e Segurança de Goiás deverão entregar, nos próximos 15 dias, ao prefeito Roberto Naves, um projeto com sugestões de áreas e, até mesmo, de prédios que possam servir para a implantação do Parque Tecnológico de Anápolis.

A iniciativa será desenvolvida juntamente com o projeto de criação do COMDEFESA. Esta foi, em síntese, a decisão adotada na reunião realizada na manhã do último dia 30 com o prefeito Roberto com vistas à adoção de providencias para agilizar a execução desse projeto.
“Decidimos, nessa reunião, que é preciso desmembrar as questões que são de responsabilidade do município daquelas que são da competência exclusiva do governo estadual. Sem isso não temos como dar celeridade a esse projeto”, disse o prefeito Roberto Naves, ao frisar que não tem autoridade para interferir, diretamente, em assuntos que dizem respeito ao Governo Estadual como, por exemplo, a finalização da pista do Aeroporto de Cargas, a utilização da Plataforma Logística, a ampliação do DAIA e tantos outros assuntos de sua competência exclusiva.
Por esta razão ficou acertado com a Diretoria da ACIA e membros do COMDEFESA, para dar celeridade à proposta de implantação do Parque Tecnológico, que o Município e as duas entidades atuem “dentro do nosso time”. O prefeito explicou que, em 15 dias, será elaborado um projeto que dependa de uma infraestrutura exclusiva que a Prefeitura já disponha ou que possa executá-la rapidamente para a criação de mais um distrito industrial e também de um parque tecnológico.

Oportunidade
“Então, para não ficarmos na dependência do “time” do governador, que está começando agora, e para darmos andamento e celeridade a esse projeto a diretoria da ACIA e o COMDEFESA vão realizar os estudos necessários para em 15 dias entregar esse projeto na Prefeitura e que dependa, apenas, destes dois entes”, acrescentou Roberto Naves.

O prefeito garantiu que, de sua parte, existe vontade política para se viabilizar a implantação do Parque Tecnológico. Ele disse que esse é o momento de se aproveitar a oportunidade. Segundo ele, se não existirem áreas públicas disponíveis o seu governo está disposto a procurá-las, desapropriar ou até permutar para que o projeto do Parque Tecnológico seja implantado.

O Presidente da ACIA, Anastácios Apostolos Dagios, lembrou que o COMDEFESA tem o apoio do Ministério da Defesa e anunciou que o protocolo de intenção que pode viabilizar esse projeto será assinado ainda este semestre. Depende, apenas, de uma data na agenda do Governador Ronaldo Caiado. Disse, mais, que, sem o envolvimento do Estado e do Município, o projeto não avança, mesmo com o apoio do Governo Federal.

O Presidente da ACIA, Anastácios Apostolos Dagios, logo após a reunião, em entrevista à imprensa, levantou uma outra possibilidade, que é a do Parque tecnológico usar parte da estrutura do Centro de Convenções, inaugurado no ano passado, mas ainda ocisioso e dependendo de um modelo de gestão.

No caso, a própria ACIA poderia se apresentar para ser gestora do Centro de Convenções e do Parque Tecnológico. No entanto, conforme disse, este é um pensamento e nada ainda está marterializado.

Autor(a): Ferreira Cunha

  • Fonte da informação:
  • Leia na fonte original da informação
  • Deixe seu comentário

    Protected by WP Anti Spam