Na TV fechada,

Globo sofre goleada e ficará sem Libertadores por mais 4 anos

A Globo foi goleada pela ESPN, Amazon e Paramount na disputa pelos direitos de transmissão da Conmebol Libertadores, ficando mais quatro anos sem poder transmitir o campeonato na TV fechada.

Anapolina começa planejamento para retornar à elite goiana
21 de abril de 2022

Globo perde licitação de direitos para transmitir a libertadores na TV fechada (Imagem: Emerson Vieira/Unsplash)

A transmissão da Libertadores foi dividida em três pacotes, um para TV aberta e duas para plataformas pagas. Os direitos estão sendo negociados para quatro edições do campeonato, até o final de 2026.

 

Dessa forma,

o SporTV perdeu a disputa pela TV fechada. Segundo o Uol, isso pode ter sido impactado pelo dólar cotado em quase R$ 5, o que exigiria um investimento maior da emissora para competir com as concorrentes, que têm caixa em dólar.

 

Globo x SBT na TV aberta
A Globo não transmite jogos da Libertadores na TV aberta desde 2020, quando o SBT assumiu os direitos de transmissão do campeonato.

A licitação pelos direitos para os próximos anos está em negociação, sendo que, caso a Globo perca, ficará sem a Libertadores na TV aberta e fechada.

O SBT

estreou em 2020 como emissora que transmite os jogos e, além da Libertadores, possui direitos para a UEFA Champions League, UEFA Europa Champions League e Copa América.

Espera-se que o resultado do embate entre a Globo e o SBT saia até o dia 6 de maio.

Transmissão no Facebook Watch
Neste ano, a Meta também está realizando a transmissão de jogos no Facebook Watch, devido à parceria com a Disney, além de um canal no WhatsApp para estabelecer interação com os telespectadores.

Alguns jogos foram transmitidos apenas em áudio, enquanto outros com áudio e imagem.

By: Lorena Matos

Link original da matéria:
https://www.moneytimes.com.br/na-tv-fechada-globo-sofre-goleada-e-ficara-sem-libertadores-por-mais-4-anos/?fbclid=IwAR3xfu8ApCVHHxoZThlCGJl8ouHTeCEooKd2JBIBc2ChMKbZJJS2NCaKfqs

 

  • Fonte da informação:
  • Leia na fonte original da informação
  • Os comentários estão encerrados.