TARA MIDIÁTICA

Folha diz que projetos contra a sexualização infantil “podem dar margem à censura”

Jornal ultra esquerdista considera que a intolerância e a homofobia podem aumentar se as crianças não tiverem acesso a obras como “Criança Vi***da Trav***ti da Lambada

Mãe de Medina corta relação com filho após perder mesada de R$ 200 mil
9 de maio de 2021
Fundação de Bill Gates e Melinda French venderam todas suas ações da Apple e do Twitter
25 de maio de 2021

Jornal ultra esquerdista considera que a intolerância e a homofobia podem aumentar se as crianças não tiverem acesso a obras como
“Criança Vi***da Trav***ti da Lambada

A falência cognitiva dos formadores de opinião da mídia jeca
mainstream parece ter chegado a um nível extremo.

Seu ódio à lógica
elementar e ao bom senso mais sutil transformou a casta tagarela da
imprensa em verdadeiros instigadores do caos social.

Seja por falta de amor próprio sublimado ou maldade pura, o certo é
que não há mais espaço nas redações de jornal a quem possa considerar
um tanto exagerada essa vontade louca de destruir todo resquício de
moral no ser.

O rompimento dessa estrutura passa, claro, pela implosão da
inocência. Sexualizar cada vez mais cedo as crianças fornece aos
ideólogos do caos, os esquerdistas, as bases de uma sociedade
confusa, sedenta por controles cada vez mais rígidos.

Onde só os instintos mais primitivos vigoram, se faz necessário um
centro de controle que possa organizar as vontades de cada grupo ou
tudo se desfaz em pó.

A Folha de S.Paulo, jornal de ultra esquerda, não mede esforços para
ser um dos grandes disseminadores da desordem progressista. Seu
caderno Ilustrada publicou um artigo em que duas autoras (não é fácil
pensar tanta bobagem sozinho) questionam os projetos de lei contra a
sexualização infantil.

Tergiversando sobre o assunto, os “especialistas” sobre o tema
consultados alegam que a falta desse tipo de projeto – alguns se
tornaram famosos, como o Queermuseu e a exposição do MAM, onde uma
criança é convidada a pegar no mangalho de um marmanjo – pode
aumentar a intolerância e a homofobia.

Na ânsia de romper com a moral existente, a esquerda multiplicou o
moralismo vazio. É por isso que qualquer tentativa de frear seus
“bons costumes” gera berros histéricos que fariam corar a mais carola
das velhinhas que passa a vida a espiar da janela o banco da praça.

 

BY CARLOS DE FREITAS

Link original da matéria:
https://sensoincomum.org/2021/05/25/folha-diz-que-projetos-contra-a-
sexualizacao-infantil-podem-dar-margem-a-censura/

  • Fonte da informação:
  • Leia na fonte original da informação
  • Os comentários estão encerrados.