“A esquerda chora”

Eduardo Bolsonaro sobre prisão de Cesare Battisti

Terrorista foi preso na Bolívia na madrugada deste domingo (13/1). A informação foi confirmada pela Polícia Federal

Eduardo Bolsonaro sobre prisão de Cesare Battisti: “A esquerda chora” Zeca Ribeiro Câmara dos Deputados

Eduardo Bolsonaro sobre prisão de Cesare Battisti

Após a confirmação da prisão na Bolívia do terrorista italiano Cesare Battisti na madrugada deste domingo (13/1), o deputado federal
Eduardo Bolsonaro (PSL), filho do presidente Jair Bolsonaro (PSL), comemorou a notícia em seu perfil no Twitter. O parlamentar criticou
Battisti e o acusou de fazer parte de um grupo terrorista de esquerda.


%5E1084307420015398918&ref_url=https%3A%2F%2Fwww.metropoles.com%2Fbrasil%2Feduardo-bolsonaro-sobre-prisao-de-cesare-battisti-a-esquerda-chora

Em outra postagem, o filho do presidente escreveu em italiano que “O Brasil não é terra de bandidos”:

https://twitter.com/BolsonaroSP/status/1084300656545013760/photo/1?ref_src=twsrc%5Etfw%7Ctwcamp%5Etweetembed%7Ctwterm
%5E1084300656545013760&ref_url=https%3A%2F%2Fwww.metropoles.com%2Fbrasil%2Feduardo-bolsonaro-sobre-prisao-de-cesare-battisti-a-esquerda-chora


%5E1084318186051457024&ref_url=https%3A%2F%2Fwww.metropoles.com%2Fbrasil%2Feduardo-bolsonaro-sobre-prisao-de-cesare-battisti-a-esquerda-chora

Foragido
Desde o dia 14 de dezembro, Battisti, de 64 anos, era considerado oficialmente foragido, já que descumpriu ordem de prisão do dia anterior.
Foram realizadas mais de 30 ações pela PF para encontrá-lo, até então sem sucesso. Apenas neste domingo, exatamente um mês após a ordem de
prisão, ele foi preso.

Battisti estava oficialmente asilado no Brasil desde 2010 quando, no último ato do seu governo, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva
determinou que ele poderia permanecer no país.

A situação mudou, porém, no último dia 14 de dezembro, quando o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Luiz Fux determinou que a prisão
poderia ser revogada. Na sequência, o então presidente Michel Temer (MDB) voltou atrás na decisão que permitia a ele viver no Brasil.
Battisti, então, fugiu.

O italiano foi preso na cidade de Santa Cruz de La Sierra, uma da maiores da Bolívia. Não há detalhes, por ora, de como a investigação da
Polícia Federal chegou até o foragido. Apesar de confirmar a informação da sua prisão, a PF não informou os próximos passos a serem
tomados.

Link original da matéria:
https://www.metropoles.com/brasil/eduardo-bolsonaro-sobre-prisao-de-cesare-battisti-a-esquerda-chora?
utm_source=push&utm_medium=push&utm_campaign=push

  • Fonte da informação:
  • Leia na fonte original da informação
  • Deixe seu comentário

    Protected by WP Anti Spam