Notícias : Anápolis» Notícias

Como chegou a este patamar

Empresários pedem socorro pra salvar ACIA

Nomes que já prestaram relevantes serviços para a consolidação de uma pauta classista representativa dos mais de mil associados e relevante do ponto de vista institucional simplesmente se afastaram da entidade

PUBLICIDADE

Com 88 anos de existência a ACIA é uma instituição madura e com uma trajetória que a qualifica como interlocutora de envergadura para assuntos de várias naturezas ligadas ao setor produtivo de Anápolis.

Mas a maturidade amealhada não foi suficiente para poupá-la de desgastes.

Nomes que já prestaram relevantes serviços para a consolidação de uma pauta classista representativa dos mais de mil associados e relevante do ponto de vista institucional simplesmente se afastaram da entidade.

A disputa fraticida entre os ex-presidentes pelo espólio de conquistas, exacerbada pela vaidade desvairada, agrava a divisão, torna ainda mais complexa a possibilidade de uma reconciliação e turva a capacidade de percepção de problemas graves que comprometem a salubridade dos negócios das associadas.

É o caso, por exemplo, da incapacidade que a ACIA vem demonstrando de participar do debate sério e verticalizado de assuntos como, por exemplo, a reforma tributária, a reforma administrativa (sem a qual nenhuma reforma tributária será suficiente para restabelecer o equilíbrio fiscal), os sucessivos atentados à democracia perpetrados por setores do governo federal, do congresso nacional e do poder judiciário.

De fato, a ACIA não tem uma única pauta relevante relacionada a esses assuntos que vêm movimentando as instituições representativas do setor produtivo.

Sem falar desimportância que o governo estadual dispensa a Anápolis.

O aeroporto continua parado, o centro de convenções só serve para cantores sertanejos, a plataforma logística ainda não foi sequer licenciada e o DAIA continua estagnado. O desempenho econômico de Anápolis é medíocre quando comparado a municípios como Aparecida de Goiânia, Rio Verde, Itumbiara e outros.

E nenhum desses assuntos compõe a pauta da ACIA, que concentra sua energia apenas para comercializar certificados digitais e linhas telefônicas.

Empresários sérios e preocupados a sensação é a busca de uma NOVAACIA Anápolis, para salvar os verdadeiros interesses de uma entidade que parece ter um  corpo estranho espulsando  os empresarios que sempre fizeram parte desta conceituada entidade

  • Fonte da informação:
  • Leia na fonte original da informação
  • Gildo Ribeiro

    Gildo Ribeiro é editor do Grupo 7 de Comunicação, liderado pelo Portal 7 Minutos, uma plataforma de notícias online.

    Artigos relacionados

    Verifique também
    Fechar
    Botão Voltar ao topo