Notícias : Mundo» Notícias

Ataque à embaixada,

Revide e nova ofensiva: a escalada sem precedentes entre Irã e Israel

Desde o bombardeio israelense à embaixada iraniana na Síria, no início do mês, o Irã promete revidar.

No sábado (13), o Irã disparou drones em direção a Israel, segundo o exército israelense.
Nesta quinta, Israel atacou território iraniano.

Em 1º de abril, um bombardeio israelense na embaixada do Irã na Síria matou sete membros da Guarda Revolucionária iraniana, incluindo um comandante sênior da guarda.

O Irã atacou Israel com drones no sábado (13).

E, nesta quinta (18), segundo a imprensa americana, Israel lançou ataques contra o território iraniano, em mais um episódio de uma escalada sem precedentes na tensão entre os dois países.

Veja abaixo uma linha do tempo das tensões entre Irã e Israel, desde o ataque israelense na embaixada do Irã até o prometido revide iraniano a Israel:

 

▶️ 1º de abril – Israel bombardeou a embaixada do Irã na Síria, matando três comandantes da Guarda Revolucionária iraniana, incluindo Mohammad Reza Zahedi, comandante sênior da guarda — veja quem foi Zahedi.

▶️ 1º de abril – Irã diz à ONU que tem o direito de revidar o ataque de Israel, que chamou de terrorista, e pediu que a entidade bilateral responsabilizasse o país pela agressão.

▶️ 2 de abril – O presidente do Irã, Ebrahim Raisi, disse que o ataque ao consulado “não ficará sem resposta”.

▶️ 5 de abril – O chefe do Hezbollah, Sayyed Hassan Nasrallah, disse que a resposta do Irã está a caminho. O Hezbollah é um grupo terrorista do Líbano que recebe apoio iraniano — saiba o que é o Hezbollah.

▶️ 10 de abril – Líderes de Irã e Israel voltaram a trocar ameaças. O aiatolá Ali Khamenei, líder supremo do Irã, voltou a prometer um revide. O ministro das Relações Exteriores israelense, Israel Katz, disse que Israel responderá um possível ataque iraniano.

▶️ 11 de abril – O governo iraniano sinalizou à Casa Branca que a resposta ao ataque de Israel será “contida”.

▶️ 12 de abril – A ameaça do Irã de retaliar o ataque de Israel é “real” e “viável”, segundo a Casa Branca. Os Estados Unidos são o maior aliado de Israel e devem dar algum tipo de apoio ao país em um eventual ataque iraniano.

▶️ 13 de abril – Netanyahu afirma que Israel está preparado para um “ataque direto” do Irã. O Irã envia mais de 300 drones e mísseis para atacar Israel. Nos dias seguintes, Israel promete responder, e o Irã ameaça revidar se isso acontecer.

▶️ 18 de abril – Israel ataca o Irã

Irã e Israel estão em uma espécie de “guerra fria” há anos.

O Irã tenta mostrar poder no Oriente Médio e a sua rede de influência regional contra os EUA e Israel sem precisar entrar em conflito direto por meio de ataques do chamado “eixo da resistência” em múltiplas regiões do Oriente Médio.

O “eixo” coordenado pelo Irã é predominantemente formado por milícias xiitas e tem entre os pilares principais Hezbollah, Houthis, Hamas (o único sunita) e facções de apoio no Iraque e na Síria.

Por g1

 

  • Fonte da informação:
  • Leia na fonte original da informação
  • Gildo Ribeiro

    Gildo Ribeiro é editor do Grupo 7 de Comunicação, liderado pelo Portal 7 Minutos, uma plataforma de notícias online.

    Artigos relacionados

    Verifique também
    Fechar
    Botão Voltar ao topo