‘Sem muito brilho e cor’

Artistas lamentam temporada atípica sem ensaios de verão

Para o produtor Marcelo Britto, da Salvador Produções, a expectativa é de que a agenda de shows retorne antes do esperado, caso o plano de imunização proposto pela Prefeitura de Salvador dê certo

Nossa Curiosidade fez Procurarmos o 007 Soteropolitano
3 de outubro de 2020
Os bairros com as melhores opções de imóveis em Salvador
22 de fevereiro de 2021

tony-e-xanddy.Foto: Eleminson SC

 

 

Em um ano normal, nesta terça-feira você provavelmente estaria com uma ressaca daquelas depois de ter curtido a primeira edição de ‘A Melhor Segunda-feira do Mundo’ e emendando a festa com o dia de trabalho.

Mesmo cansado, a cabeça com certeza já estaria pensando no seu próximo destino, na sexta feira, em um certo Baile, para iniciar o fim de semana daquele jeito.

Se engana quem acha que tem dia vago em uma semana de verão. Quem é amante da estação, a essa altura do campeonato, já estaria com a agenda toda fechada para o mês de janeiro

Terça da Benção com o Olodum no Pelô, ensaio de Denny Denan na quarta, Mistura Perfeita com La Fúria, Lincoln e O Poeta na quinta, Ensaio do Parango no domingo, do Psirico, do Cortejo Afro, É O Tchan, ATTOOXXA, Filhos de Jorge, Ara Ketu, Alinne Rosa, Saulo, Som e Sol, Festival de Verão, e por aí vai…

Com a pandemia, o calendário de festas na capital fica completamente defasado. Perda não só para quem gosta de curtir as festas, como também para quem trabalha planejando uma das temporadas mais esperadas pelos produtores de eventos na Bahia.

Em entrevista ao bahia.ba, Marcelo Britto, dono da Salvador Produções, uma das principais produtoras de eventos da capital baiana, lamentou o cenário causado pela pandemia do novo coronavírus.

“Infelizmente esse ano não vamos poder participar do verão. É uma grande perda, não falo só dos artistas. É uma cadeia grande de evento, existe por trás dos cantores e das bandas um número grande de pessoas que trabalham para o segmento e dependem disso para viver”.

De acordo com o empresário, os ensaios na capital são planejados com um ano de antecedência, ou seja, no fim do verão de 2020, o esqueleto da festa em 2021 já estava no papel com reserva de atrações, mudanças na logística do evento, e captação patrocinadores. Mas o que faltou em 2021, será compensado em 2022, é o que garante o produtor e uma das grandes estrelas da estação, o cantor Léo Santana.

Em 2020, neste mesmo mês, o Gigante já estava com as sextas de janeiro preenchidas com o Baile da Santinha. O evento teve 3 edições no ano passado e reuniu nomes como MC Rebecca, Wesley Safadão, Pedro Sampaio, Simone & Simaria e Saia Rodada.

“Confesso que é bem estranha essa sensação. Ano passado, uma hora dessa, estávamos com tudo pronto! Ingressos vendidos, atrações confirmadas… Nossos ensaios de verão aquecem a cidade, movimentam o turismo e levam alegria para as pessoas! Mas em 2022 vai ser histórico”, afirmou o artista ao bahia.ba.

Para o produtor Marcelo Britto, a expectativa é de que a agenda de shows retorne antes do esperado, caso o plano de imunização proposto pela Prefeitura de Salvador dê certo. O empresário, que já confirmou a edição de 2021 do Salvador Fest, com de 2 dias de shows, afirmou que vem acompanhando os trâmites da vacinação em Salvador e pensa em uma retomada para o meado de 2021.

“A gente está acompanhando o plano de imunização, e creio que estamos próximos de fazer uma vacinação para toda a população. É claro, dando prioridade aos grupos de risco e aos profissionais de saúde. Acredito que isso consequentemente vá diminuir o número de infectados e de mortes, e com isso a gente vai dialogar de uma forma mais fácil e leve para ter a retomada dos eventos”.

Confira o que os artistas falaram ao bahia.ba sobre o verão diferenciado na Bahia:

Denny Denan:

“Me entristece saber que não teremos nossos ensaios, às quartas-feiras, no Pelourinho. Eles farão muita falta! Será um verão diferente, sem muito brilho, sem muita cor, sem nossa música ecoando por aí e sem a alegria genuína no rosto das pessoas. Vamos torcer para que tudo isso passe logo!”.

John Ferreira, O Poeta:

“O verão passado foi um marco na minha carreira e o Mistura Perfeita, com certeza faz parte disso. Foi um ensaio muito bacana onde pude estar próximo do público e onde dei o pontapé para o Carnaval. Estou morrendo de saudade dos palcos e de fazer geral dançar com meu som”.

Bruno Magnata, La Fúria:

“É realmente uma pena que não possamos iniciar nosso verão como estávamos acostumados. Não vejo a hora da vacina chegar e podermos matar a saudade do público, do show e daquela troca de energia massa”.

Tony Salles, Parangolé:

“Esse ano o Pai não vai chegar na Arena Fonte Nova pra levantar aquela multidão! Estamos passando por um momento delicado e sentiremos muita falta de nossos ensaios de verão, aos domingos. Que saudade de poder sentir a energia das pessoas de perto. De ver cada sorriso no rosto e de vibrar com cada música cantada”.

Dan Miranda, Ara Ketu:

“Infelizmente não teremos os tradicionais ensaios do Ara Ketu esse ano. Nunca imaginei passar um verão dessa forma. Longe do público, dos fãs e amigos que celebravam a temporada com a gente. Espero que a vacinação comece logo e que a gente tenha um caminho para retornar à rotina”.

By Bianca Andrade

Link original da matéria:
https://bahia.ba/entretenimento/artistas-lamentam-temporada-atipica-sem-ensaios-de-verao-sem-muito-brilho-e-cor/

By Sucursal 7Minutos BA 

marcelo-britto- Foto: Divulgação/ Salvador Fest

leo-santana-sercio-freitas

denny-saulo-brandao

  • Fonte da informação:
  • Leia na fonte original da informação
  • Deixe uma resposta