1ª Delegacia Polícia Civil Asa Sul

Polícia Civil fecha bordel e prende cafetina na W3 Sul

Equipe de investigadores chegou ao local após denúncia de prostituição de adolescentes, mas não encontraram nenhuma menor de idade

Ela tinha uma máquina de cartões para receber o pagamento de clientes e cobrava valores e percentuais diferentes das mulheres que se prostituíam no local. Reprodução

Polícia Civil fecha bordel e prende cafetina na W3 Sul

Investigadores da 1ª Delegacia de Polícia Civil (Asa Sul) fecharam, na tarde desta sexta-feira (11/1), uma casa de prostituição que funcionava no Bloco C da 504 Sul, em cima de um restaurante. No local, eles encontraram 10 mulheres e prenderam a gerente, acusada de manter o bordel e cobrar pelo uso dos quartos.

Ela receberia um percentual pelos programas.

Segundo o delegado-chefe adjunto da 1ª DP, Ataliba Neto, a polícia chegou até o local após receber uma denúncia de que menores de idade estariam se prostituindo no endereço.

“Quando chegamos lá, não encontramos nenhuma adolescente e provavelmente não encontraremos porque, depois da operação de hoje, se elas realmente frequentavam o estabelecimento, certamente não voltarão”, disse.

Na entrada da casa de prostituição, há quatro câmeras monitorando quem entra e quem sai.

“Já existia uma denúncia contra essa mulher feita em 2013 pelo mesmo crime. No contrato de aluguel, ela aparece como fiadora. O locatário é um homem. Nós ainda não sabemos se ela era só uma gerente e ele era o dono, ou de que forma ele participa. Isso nós ainda iremos investigar”, afirmou o delegado.

A gerente, de 46 anos, estava em um escritório improvisado quando os agentes chegaram. Ela tinha uma máquina de cartões para receber o pagamento de clientes e cobrava valores e percentuais diferentes das mulheres que se prostituíam no local.

“Elas cobravam de R$ 100 a R$ 200, dependendo do que o cliente pedia para elas fazerem”, informou Ataliba.

A administradora do estabelecimento foi recolhida para a carceragem e responderá pelos crimes de manutenção de casa de prostituição e rufianismo – também chamado de cafetinagem, que é a prática da obtenção de lucro pela exploração sexual do corpo alheio.

Link original da matéria:
https://www.metropoles.com/distrito-federal/policia-civil-fecha-bordel-e-prende-cafetina-na-w3-sul?utm_source=push&utm_medium=push&utm_campaign=push

  • Fonte da informação:
  • Leia na fonte original da informação
  • Deixe seu comentário

    Protected by WP Anti Spam