“The Intercept”

Mensagens vazadas revelam que Moro orientou investigações da Lava Jato

De acordo com o “The Intercept”, Moro deu conselhos, antecipou decisões e cobrou ações da força-tarefa.

Rubens Barrichello Se separa após 22 anos de casamento:
10 de junho de 2019
A sucralose faz mal à saúde?
10 de junho de 2019

De acordo com o “The Intercept”, Moro deu conselhos, antecipou decisões e cobrou ações da força-tarefa. Reprodução

O site “The Intercept” publicou uma série de reportagens neste domingo que mostram que o ex-juiz federal e hoje ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, trocou mensagens com o procurador da República Deltan Dallagnol, coordenador da Lava Jato, dando orientações sobre as investigações da força- tarefa em Curitiba.

De acordo com o “The Intercept”, Moro deu conselhos, antecipou decisões e cobrou ações da força-tarefa. As reportagens mostram que Dallagnol tinha dúvidas pessoais quanto ao conteúdo da denúncia contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva no caso triplex. Também acusam uma suposta atuação irregular entre Moro e Deltan.

Em nota, o ministro Sergio Moro diz que

“Sobre supostas mensagens que me envolveriam publicadas pelo site Intercept neste domingo, 9 de junho, lamenta-se a falta de indicação de fonte de pessoa responsável pela invasão criminosa de celulares de procuradores.

Assim como a postura do site que não entrou em contato antes da publicação, contrariando regra básica do jornalismo. Quanto ao conteúdo das mensagens que me citam, não se vislumbra qualquer anormalidade ou direcionamento da atuação enquanto magistrado, apesar de terem sido retiradas de contexto e do sensacionalismo das matérias, que ignoram o gigantesco esquema de corrupção revelado pela Operação Lava Jato.”

Em nota, força-tarefa do Ministério Público Federal no Paraná diz que divulgação de conversas de seu coordenador Deltan Dallagnol com o ex-juiz Sérgio Moro são fruto de ação deu um hacker ‘que praticou os mais graves ataques à atividade do Ministério Público, à vida privada e à segurança de seus integrantes’.

O The Intercept Brasil pertence ao jornalista norte-americano Glenn Greenwald, que assina a reportagem.

Ele ficou conhecido mundialmente após ajudar o ex- analista de sistemas Edward Snowden a revelar informações secretas obtidas pela Agência de Segurança Nacional (NSA, na sigla em inglês) dos Estados Unidos.

Com informações dos jornais Estado de S. Paulo e Folha de S. Paulo.

  • Fonte da informação:
  • Leia na fonte original da informação
  • Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    Protected by WP Anti Spam