"Se é Teuto, é de confiança”.

Laboratório Teuto reforça compromisso sustentável com uso de embalagens

Com fibras certificadas e rastreáveis. Iniciativa faz parte da política de ESG da indústria farmacêutica

Vereadora busca casa de passagem para mulheres vítimas de violência
24 de maio de 2022
Práxis um Filme Inquietante, do começo ao fim, nada óbvio. Um belo trabalho!
30 de maio de 2022

Teuto é a primeira indústria farmacêutica brasileira a utilizar, em suas embalagens, o papel cartão Vitacycle.

Alinhado aos princípios de governança ambiental, social e corporativa (ESG), o Teuto é a primeira indústria farmacêutica brasileira a utilizar, em suas embalagens, o papel cartão Vitacycle.

 

Há 75 anos

no coração do Brasil, com o mais leto parque farmacêutico da América Latina e solução completa em saúde, a companhia é referência para o mercado nacional e internacional, investindo continuamente em pessoas, inovação, ciência e tecnologia.

 

Produzido pela Papirus,

uma das maiores fabricantes de papel cartão do País, o Vitacycle conta com 30% de fibras pós-consumo – provenientes da coleta de embalagens usadas e descartadas pelos consumidores. Por empregar fibras recicladas pós-consumo, o Laboratório Teuto adquiriu o direito de utilizar créditos de reciclagem que atestam a sustentabilidade da produção das embalagens e sua respectiva logística reversa.

 

O projeto envolveu

também a Mācron Indústria Gráfica, responsável pela produção das embalagens, e a cleantech Pólen – parceira da Papirus que gera os créditos de reciclagem. “Em um curto espaço de tempo, passamos a utilizar o Vitacycle em 50% das embalagens da nossa linha de produtos. Considerando que os primeiros lotes foram recebidos a partir de setembro de 2021, já foram recebidos, aproximadamente, 500 lotes de cartonagens, que corresponde aproximadamente 535 toneladas de fibras recicladas”, afirma Andreia Cavalcante, diretora de Qualidade do Teuto.

 

A executiva

conta que os créditos de reciclagem obtidos com o uso do Vitacycle se somam às diversas ações focadas em ESG que integram o projeto ‘Teuto Máximo Sustentável’, cujo um dos objetivos é promover o desenvolvimento da indústria, preservando os recursos naturais, além de oferecer mais qualidade de vida à população. “É de extrema relevância, sobretudo no cenário atual, sermos um real agente de transformação. E nada melhor do que termos esta ação materializada em nossos produtos, para que clientes e consumidores percebam como a nossa atuação gera impacto positivo para a sociedade, para os colaboradores e para o planeta”, acrescenta.

 

Felipe Salles,

diretor Comercial, da Mācron Indústria Gráfica, destaca o fato de os créditos de reciclagem da Papirus permitirem à indústria atestar a destinação correta das embalagens e atender a determinação da Política Nacional de Resíduos Sólidos. “Estar vinculado a um sistema que permite rastrear a origem dos materiais reciclados é fundamental para atestar o cumprimento da legislação. Além disso, graças ao processo de geração destes créditos, é possível conectar toda a cadeia da economia circular, gerando valor para seus elos”, diz.

O sistema de crédito de reciclagem da Papirus é um conceito inovador e que já começa a impactar o mercado de reciclagem, dando o aval de sustentabilidade que as grandes marcas e os consumidores requerem hoje. Para Amando Varella, CO-CEO e diretor Comercial e de Marketing da Papirus, “o Teuto é um exemplo de empresa que está alinhada aos anseios da sociedade, cada vez mais pautados no consumo consciente e sustentável, e a Papirus tem orgulho de contribuir para isso com um projeto inovador e que traz valor para os brand owners (proprietários da marca) e ajuda a estruturar o mercado de reciclagem”, finaliza.

 

Sobre a Papirus

Fundada pela família de imigrantes italianos Ramenzoni, a Papirus nasceu como uma empresa de chapéus, que passou a produzir embalagens de papelcartão em 1952, para acondicionar seus produtos. A fabricação de papel passou a representar a totalidade dos negócios em 1972. Com seu DNA transformador, tornou-se a primeira recicladora de papelcartão do País. Hoje é uma das maiores fabricantes de papelcartão do mercado brasileiro, produzindo 110 mil toneladas/ano para atender o mercado de embalagens, destacadamente de alimentos, medicamentos e cosméticos. Atende mais 200 clientes no mercado interno, entre gráficas e convertedores, além de 21 países e conta com 390 colaboradores. A Papirus é hoje a única empresa do setor preparada para atestar a sustentabilidade do produto, e, inclusive, o índice de material reciclado utilizado na fabricação da linha Vita, contando, para isso, com equipamentos, processos de controle, auditoria da reciclagem e certificações, que atestam porcentagem de aparas utilizadas em cada produto e a sustentabilidade do processo no manejo florestal.

 

Sobre o Teuto

Há mais de sete décadas no coração do Brasil, com o mais completo parque farmacêutico da América Latina e solução completa em saúde, o Teuto é referência para o mercado nacional e internacional. A companhia, que é sinônimo de qualidade e confiança, proporciona mais qualidade de vida aos seus fornecedores, colaboradores, clientes, parceiros, pacientes e sociedade, por meio da excelência n na pesquisa, desenvolvimento, produção e comercialização de seus produtos, e valoriza a responsabilidade socioambiental, reafirmando que

“Se é Teuto, é de confiança”. 

“Se é Teuto, é de confiança”.  

  • Fonte da informação:
  • Leia na fonte original da informação
  • Os comentários estão encerrados.